person_outline



search

A fé 2 O fim para história de um vampiro capítulo 11 de 12

Capítulo 11
     Um homem acorda em um hospital. Olha para os lados:
     -O que aconteceu? Tenta se lembrar rapidamente e a mente parece não funcionar, ele vê uma garota a seu lado que estava dormindo e acordou:
     -Vovô! O homem antes confuso recupera a memoria, mas não entende o que aconteceu, como findou ali. Cachie então vê Cara entrar havia ido pegar um café. O vendo confuso olha para filha que diz:
     -Está se perguntando o que aconteceu!? E explica: -Mãe voltou para te pegar!
     -E seu braço, está tudo bem? Laischi mostrou o braço dizendo:
     -Os médicos colocaram no lugar, não fica nem cicatriz! Cara por fim minuciou:
     -O portal ficou esperando a terceira pessoa passar, eu voltei e te arrastei para este e aqui estamos!
     -E como estou vivo? A estaca... Cara entrou no portal porem volta e leva o pai para a outra dimensão e descobre que a estaca não acertou o coração. Ele ouviu:
     -A estaca não acertou seu coração, você se sentiu paralisado porque a estaca tinha sido molhada na água que continha alho. Esta se espalhou pelo seu coração. Os médicos disseram que agora está limpo e você está bem!
     Cachie sorriu e as garotas o abraçaram juntas.
     O tempo passou, neves caíram, depois chuva. Repetiu-se e passou.
     O perigo de vir pessoas do mal pela dimensão em que eles viviam. Uma pessoa deve se sacrificar junto do livro. Foi o que descobriram pessoas com más intenções estavam tentando entrar nesta dimensão de paz e trazer ódio.
     -Eles estão usando magia para atrair minha magia e assim uni-las e acabar tendo poder sobre mim, será inevitável! Explica o livro e continua: -Só existe uma saída, fechar definitivamente o portal, sendo assim, me matar e quem fizer isto pelas magias em mim, morrerá também!
     -Como Jefrei me ensinou e me deixou com o livro eu devo e vou me sacrificar, por todos e por minha família! Estava decidido, não tinha outra escolha a se fazer era o fim para o livro e para o vampiro.
     Cachie vai ao tumulo de Carlos.
     -Estou de volta, você não sabe o que descobri... Ele continua: -Deixei uma família lá que agora estão aqui comigo. Carlais ficou, queria desfrutar em seus últimos dias da vida de lobo, há essas horas ela já deve ter partido, o tempo dela acabado ou não, estamos indo um a um, como se é rotineiro. E continuou a lançar palavras ali ao vento ou a Carlos: -Como você viu já me acostumei a ser notívago. Minha filha e neta ainda pegam no sono, mas às vezes ficam acordadas comigo. Eu prefiro que elas sejam como as outras pessoas, pois a parte da noite em que se é comum também, como o resto do dia de estar disposto.
     Cachie reflete sobre as coisas que aconteceram:
     -Movido pelo sentimento de ódio podemos fazer muitas coisas. Referiu-se a Claus. E movido por outros sentimentos também podemos fazer muitas coisas. Referiu-se a Carlos agora.
     Ele se senta e recorda dos momentos com Carlos nas duas dimensões. Dos dias em que ficaram ele, Carlos e a fada Moná num celeiro de uma fazenda a espera do tempo passar. Ele lembra das palavras de Carlos para com ele. Dos dias felizes já nesta dimensão. Estes pensamentos e palavras eram um desabafar silencioso antecedente a queima do livro.
     Uma rosa se abre no tumulo de Carlos.
     Ele foi para casa aproveitar o tempo que restava e se despedir da família, que esta continuasse sempre feliz, suas crianças. Faltavam poucos dias para o fim. Eles conversam:
     -Eu tenho fé que vocês vão continuar sempre felizes!
     -É duro ter que nos separar, sei que você faz isto pela posição que tem sobre o portal, por nós, por todos, mas me pergunto se não haveria outro jeito, como enfrentar o mal que vier?
     -Seria um risco muito grande de uma improvável vitória. Cachie abraçou a neta. –estais crescendo. Sorriram, se despediram, choraram. E Cachie seguia seu destino.
     O dia da queima chega, o fim do portal, o final de Cachie e do livro. Cachie subirá num palco montado, todos ali, uma multidão rezava e veria tudo. Cara e Laischi eram também espectadoras. Todos aplaudiram quando um homem com o livro entrou e o colocou no centro sobre uma estrutura na altura do peito daquele que o deixou ali:
     -Obrigado a todos! Disse o livro. Em seguida o outro protagonista do ato que aconteceria no palco aparece e também é exaltado. Após agradecer como o livro falar reservado com este:
     -Está pronto? Mostra o isqueiro que tira do bolso.   
     -Vamos nessa! O livro tinha coragem.
     Cachie estende a mão direita aberta para o povo, despedindo-se, e com a outra mão acende o isqueiro. Para o termino de tudo e a entrega de um mundo de paz para os que ali estão.            
     Ele queima o livro!
     O livro começa a pegar fogo lentamente.
     Cachie acende o isqueiro e queima o livro, daí um buraco como um portal aparece para suga-lo e mata-lo, então inesperadamente uma fada voa e se torna do tamanho humano e se agarra a ele, eles são consumidos pelo portal negro, fica a pergunta da filha e todos:
     -Quem é ela e o que fez ao agarrar-se a ele que salvou a todos nós da maldade de outras dimensões?
      O que aconteceu? Foi apenas um abraço para o fim? E ninguém mais soube deles.
Este é o termino do capítulo 11, veja a seguir o capítulo 12 que é o ultimo.
Pin It
Atualizado em: Ter 14 Ago 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222