person_outline



search

A fé 2 O fim para história de um vampiro capítulo 9 de 12

Capítulo 9
     As magias que estavam no ar se desfazem com a morte do invocador, com a morte do mago.
     Cachie se desvencilhou do chicote e retirou o pano de sua boca, correu aos demais:
     -Você está bem? Chegou a Carlais que estava deitada no chão e tentou ouvir o que ela dizia forçadamente, só numa terceira tentativa entendeu um fraco:
     -Vá... vê nossa... filha! Ele correu:
     -Filha. Ela estava bem, tinha ficado a marca do golpe de chicote em seu semblante. Laischi correu para os dois dizendo:
     -São lobos que nem a vovó! Foi então que Cachie mesmo com o medo que tem de lobos, se posicionou na frente das garotas dando atenção aos visitantes se seriam inimigos de todos ou haveria algum lado para eles. A convivência com uma loba estava o fazendo minimizar o pavor, mas talvez este nunca sessasse por completo.
     -Estamos aqui por causa da loba entre vocês! Carlais se levantou e caminhou até eles.
     -Alcateia. Definiu Cachie em relação aos animais presentes que meio que fizeram fila lá fora.
     -Vão! Ordenou o que parecia o líder por não precisar mais de apoio. Ficaram poucos lobos ali e estes queriam resposta para esta pergunta:
     -Você deve vir conosco, pois é uma de nós, mas tens escolha, vem ou não? Carlais olhou para os demais, lembrou de agradecer a ajuda se não fossem os lobos o que seria de sua família? Agradeceu e disse decidida:
     -Sou uma de vocês num sou, e irei! Partirei!
     -Mãe... Começou Cara e Carlais se aproximou dos três que estavam ali juntos e disse:
     -Agora vocês têm seu pai e vô. Referindo-se a Cachie para filha e neta respectivamente. –Estarão seguras em outra dimensão, serão felizes. Agora abriu uma vaga para o portal que será e sempre foi sua! Olhou fixamente pra Cachie. Deu mais três passos, Cachie deu um a frente dela se aproximando. –Passo agora toda responsabilidade que tive para você e viverei o resto de minha vida com minha espécie. Completou: -Você quer isto e não tem escolha, a escolha agora é minha.
     -Se é o que deseja, cuidarei bem delas! Cachie compreendeu. Viu-a caminhar até as que ele prometeu cuidar e a viu se despedir de cada uma:
     -Filha siga em frente, leve Claus como uma má lembrança, mas o perdoe. Agora cuide deste vampiro que irá protegê-las de tudo e qualquer coisa. Abraçou-a ouvindo:
     -Mãe, seja feliz! Baixou-se para a neta e resumiu suas palavras:
     -Seja uma boa menina! Beijou-a na testa.
     -Vó. Disse apenas isto ela.
     Carlais viu as duas chorarem e volveu a Cachie e disse ao parar novamente em sua frente:
     -É aqui que nossa história se distancia, é a segunda, porem ultima vez. Ele fez que sim com a cabeça antes de receber o ultimo beijo dela em seus lábios. Esta foi a segunda despedida deles naquela igreja.
     -Vamos! Carlais disse também que pegassem o corpo de Bernar e um dos lobisomens ainda como homem o tinha nos braços, carregando-o quando a irmã do falecido chegou com o restante da família. Ouviu como o irmão morreu, falaram mais o que se resumiu em Carlais dizer:
     -Seu irmão terá um enterro digno! A irmã de Bernar o deixou levarem dizendo:
     -Irmão rezarei por você! Os lobos saíram primeiro com Bernar, Carlais como loba deu uma ultima olhada para trás e os seguiu. E a igreja que ficou cheia se fez vazia. O padre foi velado no dia seguinte.
     O sol se fez no horizonte, a luz desse bateu na lua que andou e fez a noite, as rosas nasceram em mais uma manhã na fazenda de Cara, onde eles se mantiveram escondidos, esperando o dia da abertura do portal. Os dias passaram e entre estes dias:
     Ela se corta um prego no celeiro quando vai abrir uma porta, Cachie está com ela e vê o sangue, não consegue se controlar e parte pra cima dela que corre. Ele então se volta para um cavalo e se alimenta dele. Ele olha para fora, está uma chuva intensa nos últimos dias e diz que se o cavalo não estivesse lá teria acontecido o pior e faz a pergunta para filha:
     -Vocês estarão seguras mesmo a meu lado, ou é mais certo que eu trago todo tipo de perigo? Ouve:
     -Nós soubemos lidar com uma loba durante nossa vida inteira, se acostumar a lidar com um vampiro vai ser moleza. As duas sorriem para ele e Cara conclui: -Você está arruinando nossa fazenda!
     Chaga o dia do portal se abrir. A manhã passa rápido, o dia não pareceu uma espera longa.
     -Será às 12 horas. Zero hora diz o livro, e eles se reuniram no celeiro o livro no centro, Cachie, Cara e Laischi ansiosos, Cara com sua espada, não a deixava de lado nem por segundos. Na outra dimensão será apenas um enfeite, ela não precisará usar, é paz e felicidade.
     A noite era bela, a lua sorria, porem logo o sorriso se desfez. Apareceu quem não devia:
     -Finalmente as encontrei! Disse Claus e Cara logo quis saber?
     -Como você está vivo? Vimos que pai lhe acertou no coração.
     Claus abre os braços, num momento de prazer ao revelar:
     -Eu sou imortal! E dá grandes gargalhadas como um ser malévolo.
Este é o final do capítulo 9, leia a seguir o capítulo 10.
Pin It
Atualizado em: Ter 14 Ago 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222