person_outline



search

A fé 2 O fim para história de um vampiro capítulo 3 de 12

Capítulo 3
Você que ainda não leu os capítulos anteriores, não perca tempo, basta encontrá-los em meu perfil. E também você que ainda não leu o primeiro livro desta serie, também pode ver em meu perfil, o primeiro livro já está postado completo. Continue lendo. Segue abaixo o capítulo 3. Boa leitura!
     O dia seguinte chega, depois à tarde, o crepúsculo vem alaranjando tudo, deixando rosas peles, e a noite vem ainda em tempos de monstros e caçadores.
     Uma gritaria ao longe, Cachie estava chegando à casa de Carlais.
     Carlais é retirada da casa por um desconhecido.
     -O que ouve?
     Ao ver Cachie o diz:
     -Nossa filha, ela queria te conhecer e veio aqui. Não precisou ela falar, uma amiga da família gritou:
     -Sua filha ainda está lá dentro! Dirigiu a palavra a Carlais, mas o receptor foi Cachie.
     A casa estava em chamas, fogo intenso por toda parte. Cachie confortou Carlais:
     -Não se preocupe vou salvá-la!
     -Ela talvez esteja no segundo quarto, à porta da esquerda da cozinha. Ele não perde tempo, uma explosão quebra parte da vidraça da janela, Cachie corre e salta quebrando o que faltava assim entrando na casa.
     Mais uma explosão e carlais grita apavorada.
     Cachie andando pelos corredores da casa:
     -Cara! Gritava o nome dela que ela sabia muito bem em suas idas secretas a visitá-la. Foi a primeira vez que disse o nome dela. –Cara! Chegando ao quarto a porta está trancada, ele chuta a primeira vez, precisando de mais dois chutes a derruba. Tinha muita fumaça ele grita mais uma vez o nome da filha.
     -Pai é você? O desejo de vê-lo era imenso a fazendo querer que fosse ele ali presente. Cara vê um vulto e quando Cachie a vê de trás da cama ao chão, então ela desmaia.
     -Filha! Ele vai até ela: -Estou aqui! Levanta-a nos braços e se encaminha em saída.
     Mais explosões e a casa é consumida pelo fogo, mas da fumaça surge Cachie levando Cara nos braços e por trás deles a explosão definitiva, a casa é completamente destruída.
     -Filha, filha você está bem? E olhando para Cachie continua as palavras: -Ela está bem? Todos ali os olhavam e Cachie toca na face da filha a acordando:
     -Ela respirou muita fumaça, deem espaço. As pessoas respeitavam.
     Cara abre os olhos:
     -Mãe, pai! E os abraça feliz. –Você é idêntico a fotos de muito tempo atrás! Ela sorria e Cachie definia:
     -É que como você sabe sou um vampiro. Foi a vez de ele sorrir ao ver que a filha estava bem. Ela que esta com uma espada amarrada à cintura o mostra dizendo:
     -Olha é sua espada. Cachie lembrou que era a primeira espada que sua mãe lhe deu quando ele se tornou caçador, ele gostava dela. Carlais tinha pegado em suas coisas quando a mãe dele disse para ela pegar o que quisesse e guardou dando de presente à filha que anda sempre com ela, uma bela e afiada espada.
     -É sua! Ele diz e recebe outro abraço.
     Eles conversam sobre uma árvore a olhar o horizonte:
     -Será que este incêndio foi provocado pelos sequestradores ou foi por terceiros? Carlais estava em duvida.
     -Quem poderia querer matá-la? Referiu-se Cachie a Carlais que respondeu:
     -Não sei de ninguém.
     -Talvez estejam atrás de ir para outra dimensão e por isto querem nos levar a entregar o acesso em troca da liberdade de nossa neta. Cachie tentava explicar e concluía: -Ou isto teria haver com meu retorno?
     -Parece muito difícil decifrar o que os sequestradores querem, eles nem fizeram um contato, além da foto do livro. Comentou a filha.
     Pensando um pouco Cachie diz:
     -Eu não conheço seu ex marido, por isso suspeito que ele seja o sequestrador.
     -Meu pai dois, ele não seria capaz disso!
     -Bernar é um homem bom! Referiam-se elogiando o ex marido de Carlais que se chama Bernar, este com bonomia.
     -Este é meu suspeito, deveríamos confrontá-lo. Cachie insistiu, também desejava saber quem teve parte na vida de sua família, além de desejar desvendar o mistério do sequestro.
     -Se você acha, poderíamos ir vê-lo se assim você se sentirá melhor. Foram a casa do ex de Carlais.
     O friozinho da noite se fazia presente, as nuvens não estavam pesadas, a lua se esforçava para iluminar os cantos. A casa de Bernar estava iluminada, soaram a campainha. Após cumprimentarem a irmã dele que os recebeu e mandou entrarem. A irmã de Bernar é muito amiga de todos da família que a fazia uma visita. Ouviram:
     -Meu irmão está desaparecido!
Fim do capítulo 3 veja o capítulo 4 em seguida.
Pin It
Atualizado em: Qui 2 Ago 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222