person_outline



search

Idéias De Canário

Machado de Assis foi um dos escritores do realismo brasileiro e trouxe junto com ele uma nova forma de ver o mundo através da literatura e um dos seus escritos que mais me chama a atenção é um conto que devo ter lido aos meus 14 anos e que me tocou explêndidamente. No conto Idéias de Canário Machado conta a narrativa de um homem metido à ornitólogo (pessoa que estuda aves) e que em um dado momento caminhando pela rua, por força do acaso é jogado para dentro de uma loja de belchior (uma espécia de loja onde se vende todo tipo de coisas usadas). E o que mais lhe chama a atenção, além do proprietário do estabelecimento estar dormindo em uma cadeira ao fundo da loja, que possui um ambiente marasmado, é uma gaiola com um passáro dentro. No entanto o que eternece tal encontro é o fato de o homem, estudioso em ornitologia, entender a língua que o bicho fala. Em meio a essa loucura ele pergunta ao passáro se aquele homem sentado na cadeira é seu dono , ao que o passáro replica: Dono? aquele homem é meu criado. Ele me dá comida e água todos os dias, se eu tivesse que pagar seus préstimos não haveria dinheiro no mundo que o fizesse. Então o estudioso pergunta: Mas o que é o mundo para você?, a ave direta diz: O mundo é uma loja de belchior com uma gaiola e um passáro que reina nela, tudo além disso é ilusão. Muito intriga aquele homem tal pensamento então ele resolve levar o passáro para sua casa e estudar melhor ave tão diferente. Na casa do estudioso existem apenas dois criados além dele. O mesmo providencia uma vasta gaiola e a pendura numa sacada com uma linda vista para o campo verde e de onde dava para admirar parte do horizonte azul. Após duas semanas resolve o ornitologo questionar novamente a ave pois muito lhe instigou sua definição sobre o mundo, e a mesma responde: O mundo? O mundo é uma vasta gaiola, com um campo verde e um horizonte azul, tudo além disso é ilusão. O homem se admirou de ver nova definição. No dia seguinte ele chega em casa e descobre que em uma troca de água um dos criados deixou a ave fugir, a procuraram, porém sem sucesso. o homem se entristece muito pois pretendia fazer um estudo muito avançado sobre dadas  idéias tão longíquas de tal espécie. Algumas semana depois esta o homem sentando na sacada  e eis que de uma árvore de seu quintal houve os trilados do seu passáro fujão: ora homem, em que pensas tanto? E o homem feliz diz: Eis que surge a razão de meu pensar por ondes andas? não quis mais me contar sobre o mundo da gaiola e do horizonte? e a esperta ave retruca: O mundo da gaiola? O mundo  é um lindo e vasto céu azul de onde eu posso ver toda a plenitude dos campos verdes, do ar e da luz do sol e tudo além disso é ilusão. O homem meio triste meio feliz diz: Ora meu caro amigo, para ti o mundo é tudo, já fora até uma loja de belchior. A ave em um assombro destrilar responde: Loja de belchior? E existem lojas de belchior?  

Temos uma vastidão para conhecer, mundos para desvendar e sonhos além para alcançar. Por que ficarmos presos dentro de lojas de belchior? Pra que essas gaiolas? E por que a insistência em limitar as idéias e as nossas capacidades? Não entregue à ninguém a sua capacidade de conquistar. E não deixe podarem em você a capacidade de alcançar. Caros amigos, meu desejo era poder fazer o ser humano refletir tanto, questionar o bastante até chegar ao ponto de se perguntar, não se existem outros universos, mas, se este universo que vivemos existiu um dia. Eu vos convido a tal refelxão.   

Ana Paula Lana (A Maravilhosa) 

Alguma pessoas olham as coisas como são e dizem: Por que?
Eu imagino as coisas que nunca foram e digo: Por que não?

Pin It
Atualizado em: Qui 10 Mar 2011

Comentários  

#3 Davi 11-03-2011 23:48
Ana, me fez refletir e isso é difícil...rs Levou bem o texto. Tchau.
#2 azara 11-03-2011 21:59
Muito bom,mais temos que ser realista.Abraços
#1 Nelson_de_Medeiros 10-03-2011 23:24
O conto é realmente muito bom. Já o li juntamente com o Alienista, do mesmo autor.

Na verdade a máxima do conto, a moral da historia, se assim podemos dizer, é que a melhor vida é aquela aquela que vivemos, o melhor lugar é aquele em que estamos. Fora isso tudo é ilusão. Devemos viver a vida que nos procuramos através de nossos atos,de nosso trabalho, buscando sempre melhorá-la, claro, mas sem sonhar alto, sem ilusões e mentiras.

Linda lembrança a sua.

1 ab.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222