person_outline



search

A essência (Cerson/Girleide)

Parada no início da escadaria que dá acesso à Faculdade de Medicina, Poliana mirava a sua frente algum ponto interessante. Isolara-se. Havia certamente algo que a incomodava sobremaneira. Mas sequer a melhor amiga, Karina, sabia o que se passava com Poliana.
- Você não vai assistir às aulas hoje, Poliana? – indagou Karina, sorrindo.
- Sim, vou daqui a pouco Karina. Preciso fazer uma varrição em minha cabeça; eliminar umas maluquices que tem me atordoado.

Karina olhou-a fixamente, deu de ombros e subiu as escadas, pensando: "há alguma coisa incomodando Poliana e eu preciso descobrir". Foi até à sala, mas preferiu não entrar. Deu meia volta e retornou para onde estava Poliana.

Poliana ao vê-la descendo as escadas esboçou um sorriso amarelado, como se dissesse "preferia ficar sozinha" ou "que saco!".
- Resolveu não assistir às aulas, Karina? – perguntou Poliana, apertando uma mão na outra numa demonstração evidente de nervosismo.
- Não, Poliana. Prefiro estar com você. Noto que há algo errado com você.

Poliana olhou-a e estendeu-lhe os braços, deixando extravasar toda sua a emoção. Chorou copiosamente por longos minutos. Refeita, disse à amiga:
- Preciso mesmo dividir minhas emoções com alguém em quem eu confie. Foi muito bom você ter voltado. – Poliana falou entre soluços.
- Diga-me tudo, Poliana. Prontificou-se Karina em ouvi-la.
- Lembra-se do nosso Professor de genética dr. Cássio Marques? Estávamos nos relacionando há cinco meses. Ele ensinou-me o amor e como deve ser vivido, o que foi lapidando meu amor por ele até amá-lo profundamente.De repente ele resolveu me ignorar por completo, passa por mim na escadaria nem um bom dia me dirige, você não sabe o quanto me doe saber que não tenho o amor dele, parece Karina que ele só me queria por algumas noites, não sei o que acontece, mais ouvi um boato que ele está desejando a nossa coordenadora do laboratório de microbiologia, ela é uma mulher intensamente interessante, mais do que uma garota boba como eu.

- Não fale bobagens Poliana, se você não fosse interessante, ele não tinha se interessado por ti, você é uma moça bela, falou Karina, com um sorriso de leve.

 Novamente Poliana se restringe a um silêncio profundo, sua amiga percebendo o fato, a deixa um pouco e se dirige a um bebedouro, sem notar a chegada de Marques, com o mesmo objetivo de tomar água e novamente se dirigir a sala dos professores.

Zangada com Marques, Carina não pensa duas vezes, puxa ele pelo braço e indaga:

- Por que você abandonou minha amiga Poliana, o que ela ti fez? Como você pode ser um crápula tão insensato desta forma!

Com uma feição irônica/ tranqüila, Cássio Marques responde:

Ela é apenas uma menina, tendo um futuro pela frente, apenas lhe ensinei um dos prazeres da vida:o ato sexual, mais não tenho que compensar-la de nada, pois, não a fiz nenhum mal.

Marques vai à sala dos professores, enquanto em prantos Poliana estava, Carina se prosta perante ela, abraçando-a.

Pin It
Atualizado em: Qua 4 Maio 2011

Comentários  

#4 PauloJose 29-10-2011 20:40
O QUE VALE É AMOR PARABÉNS....
#3 master22 03-04-2011 19:24
lindo texto.
Parabéns
#2 Pamaro 07-02-2011 22:26
Parabéns pelo texto, Lindinha! Embora se trate de ficção, fatos assim acontecem com frequência no nosso cotidiano.
#1 Cerson 25-01-2011 10:32
Parabéns, Girleide! Maravilhoso texto. A essência, indiscutivelmente, é o amor. Contudo, tem de haver reciprocidade. Abraços

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222