person_outline



search
  • Humor
  • Postado em

Que triste fim, morrer de cueca na cozinha e engasgado com os ovos

Cheguei em casa tarde da noite como costumeiramente acontece.
Eram umas 23 e lá vai pedrada, era uma noite bem quente, lembro que estava morrendo de fome mas como chego tarde a janta já está guardada eu tomo meu banho e vou direto dormir.
Já tinha tomado banho e estava deitadinho na minha caminha com o arzinho ligado e tudo, era só fechar os olhinhos e ir pro mundo do Orfeu.
Só que deu uma vontadezinha de ir no banheiro, nem era uma VONTADEE, era um começo de vontade só, mas daí eu calculei que lá pelas 3hs da manhã ela ia ser uma VONTADEEE, daí resolvi me prevenir e ir antes pra não ter que acordar no meio da madrugada. Homem prevenido vale por dois kkkk.
Quando estou passando pela cozinha vejo em cima do fogão uma panela com arroz coberta com um prato e nesse prato tinham dois 2 ovos fritos com a gema bemmm molinha. Puta que o pariu, isso lá é tentação para aparecer naquela hora? Não deu nem tempo de pensar em não querer, quando eu vi, meu corpinho já estava encostadinho no fogão, com uma mão eu segurava o prato e com a outra eu picava o ovo usando o garfo e ia misturando ele no arroz.
Coisa que nunca faço é deixar a porta do quarto aberta com o ar condicionado ligado, mas naquele dia deixei e posso dizer que isso pode ter salvo minha vida.
Eu estava ali comendo meu arroz com ovo e nossa cachorrinha estava embaixo olhando e pedindo um pedaço. Mas ela não pode comer comida de gente então como ela não me entende eu resolvi ser mau.
Quer dizer, eu achava que ela não entendia, ela olhava com cara de cachorro abandonado e eu dizia igual o capitão nascimento:
- Não, do inglês, NO, do francês, ne pas, do grego, όχι
A carinha dela foi mudando de cachorro abandonado para cara de: Come então seu gordo filho da puta, enfia tudo isso na boca e morre.
Eu não sei se acontece isso com vocês, mas eu quando como arroz gelado, embucha sempre. 
E quando embucha só dá pra fazer uma coisa, comer mais pra ir empurrando pra baixo. Mesmo assim, em alguns casos mais graves, não vai. então a solução é tomar um gole de suco e se mesmo assim não passar, a solução é achar um cantinho bem confortável pra morrer. De preferencia é indicado ir morrer na rua pra não desvalorizar depois na venda da casa por parte da viúva.
Fui embuchando cada vez mais e enchendo os tubos de pitot com comida e suco e a coisa só foi piorando, mas a gente sempre acha que vai dar um jeito. Até a hora que além de ficar embuchado, começou a falta ar.
Tentei puxar a respiração, na primeira não veio, na segunda piorou. Nessa hora gente, parece prova final, a gente esquece tudo que aprendeu sobre sobreviver.
O desespero vai batendo e no primeiro momento tu tenta encontrar uma solução mais rápida, não acha! 
Ai vem o segundo momento que é o de aceitar a morte.
Nessa hora começa a passar um filme pela cabeça de tudo que viveu e tudo que vai viver ainda pelos próximos minutos. No meu caso eu só pensava no seguinte.
Putalamerda, vou morrer na cozinha de casa e de cueca ainda. Já pensou que vergonha os vizinhos vindo me ver e eu só de cueca e pra piorar ainda era uma cueca daquelas pra usar em casa mesmo, normalmente toda rasgada e bem larga.
Então a cena era a seguinte, eu em pé do lado da pia sufocando, sem praticamente ação nenhuma e mentalmente procurando um calção pra morrer vestido.
Eu lembro que quando era pequeno tinha um vizinho nosso que morreu pelado na cozinha. Isso já faz mais de 20 anos e até hoje quando falam no Vicente alguém lembra:
-Aquele que morreu pelado na cozinha né.
Pórco Cane, eu não queria ser o próximo Vicente. Ja não basta a foto mais curtida do meu face ser a que bati com o Cuíca, um senhor que não batia bem das bolas la na minha região, mais famoso que o Silvio Santos.
Tentei andar pela cozinha para ir até o quarto pedir ajuda mas as pernas não respondiam. A nossa cachorrinha só me olhava com uma cara de: Isso é pra tu aprender a não se meter comigo.
Eu não conseguia nem respirar, imagina se ia conseguir pedir ajuda. Eu jurava que ia morrer e tava rezando pra minha esposa ouvir o barulho deste corpinho caindo e vir correndo. Eu já tava até estudando qual era a melhor forma de cair pra ficar um morto bonito e a turma dizer:
-Nossa, parece que tá dormindo!
Eu já tinha visto noticias de muitas pessoas que tinham morrido engasgadas com carne e tal, mas morrer engasgado com ovo frito era pra acabar com a honra de qualquer um. Eu ia virar piada na cidade, imagino até os comentários;
-Mas tinha que ser o Allen mesmo pra morrer engasgado com ovo frito.
-Hum, morreu com os ovinhos na boca, que meigo...
E por ai vai.
Tentando puxar o ar eu tava fazendo um barulho tipo um urso urrando e consegui mais ou menos dar um grito chamando minha esposa. Foi tipo assim: HHEEEIIIIIIAAAAA.
Minha sorte foi que deixei a porta do quarto aberta e ela conseguiu escutar.
Levantou e quando chegou no corredor viu eu me debatendo parecendo um boneco de posto, só que desesperado.
Ela me olha mais desesperada que eu e pergunta se tô enfartando.
Eu nem lembro direito, só lembro que estava quase apagando e mexendo os braços que nem louco, não sei como ela imaginou que eu poderia estar engasgado. Pode ser que ela tenha notado porque tinha arroz com ovo espalhado pela cozinha inteira kkkk.
Em gestos pedi pra ela me dar um soco nas costas mas na mesma hora me arrependi.
Tudo que uma mulher sonha é em poder fincar a mão nos cornos do marido sem sentir culpa. 
Ela tava se preparando pra dar o soco igual o Goku se preparava para o Kamehameha.
A porrada foi tão forte que fez os ovos fritos virarem ovos mexidos, mas foi a salvação. No momento do soco eu senti o ar entrando e consegui respirar aliviado e assustado.
Fiquei acho que uns 15 dias pensando naquilo e como estive perto de morrer.
Juro que tentei andar pelo menos de calção dentro de casa pra no caso de eu me engasgar de novo, mas não tem jeito, por isso fiz um último pedido pra minha esposa.
Se tu ver eu passando mau esquece a porra da ambulância,  a primeira coisa que tu vai fazer é colocar um calção em mim kkkkkkkk
 
Que triste fim, morrer de cueca na cozinha e engasgado com os ovos
Pin It
Atualizado em: Qui 5 Abr 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222