person_outline



search

DEMAIS

Autoestima. Conhece? Nâo? Eu te apresento, somos grandes amigas!
Teimosa, compulsiva é o que sou. Tudo para mim tem que ser demais. Amor demais, abraço forte demais, beijo demorado demais... só consigo ver e sentir a partir das minhas emoções que estão sempre de portas abertas. Até o meu choro pode ser demais. Sou compulsiva, certo?
Paro para pensar nessas avalanches de sentimentos que uma vez ou outra sou soterrada e acho que não há nada demais em ser “demais”. Sempre que chego todos me observam, me veem, existo. Quando saio todos me olham e vejo um mar de adeus em minha direção... e sempre aquele gostinho de “fica mais um pouco”, “vai mais tarde”, “pode dormir aqui”. Isso é bom! Demonstra que sou querida apesar dos meus “demais”. Se uma ou outra pessoa possa agir de forma falsa comigo, isso pouco me importa... há momentos que minto também... então sigo feliz acreditando naquilo que quero acreditar.
Sou assim, um pouco confesso desalinhada, mas faz parte do processo de excesso: uma linha reta nunca vou seguir porque existem outras e quem sabe uma delas poderá me dar o que invariavelmente procuro: amor incondicional, tristeza que sempre terá um fim e ser eu mesma em meio a tantas outras.

 

Pin It
Atualizado em: Seg 22 Nov 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222