person_outline



search
  • Contos
  • Postado em

O Príncipe Relógio

Era uma vez um príncipe muito preguiçoso, que detestava cumprir com as suas responsabilidades reais. O tic tac do relógio lhe irritava já que era o que informava o horário de cada obrigação do dia. 

Indignado, o príncipe ordena a todos os seus subordinados da guarda real a destruir todos os relógios do reino, sem medir as consequências de tal atitude. Como era de se esperar, o caos tomou conta do reino e os pais do príncipe são obrigados a convocar a feiticeira do reino para dá uma lição em seu filho. A feiticeira sabendo o que o príncipe havia feito, transforma-lhe no objeto que ele mais detestava: em um relógio, em um grande relógio de praça.

O príncipe vendo o que lhe acontecera, implora para que o feitiço seja desfeito, mas a feiticeira lhe diz que infelizmente não tinha poder para quebrar um feitiço uma vez lançado. Dito isso, a feiticeira desaparece e a ordem no reino é restaurada com o novo relógio.

O novo relógio era o único do reino, já que por se tratar de um feitiço, nenhuma réplica pôde ser feita e o príncipe acabou tendo que se acostumar com a sua nova rotina, agora de marcador do tempo. Tudo ia bem até a inesperada chegada de uma família real de um reino vizinho, que havia sido destruído, vir morar com a família do príncipe.

O rei e a rainha do reino vizinho, ficaram muito agradecidos com a hospitalidade de seus anfitriões, principalmente pelo carinho e paciência que tiveram com sua filha, a princesa Aruna, que vivia desaparecendo do palácio, deixando todos super preocupados.

Aruna amava se aventurar, então sempre que podia se misturava entre os súditos em busca de aventuras. E um lugar onde sempre gostava de ir era a praça onde ficava o relógio. 

Não demorou muito para que o príncipe relógio se apaixonasse por ela. Ele a via todos os dias, ela era tão boa e gentil, que ele já não conseguia viver sem ela e nem como um relógio, pois dessa forma jamais poderia se casar com o amor da sua vida, o que acabou lhe abalando profundamente.

Com o abalo por não poder ser correspondido, o príncipe relógio começa a perder a capacidade de marcar o tempo, já não consegue se concentrar, movimentar os ponteiros no tempo certo, sua tristeza aos poucos vai lhe destruindo.

E o povo ao perceber que estava ficando novamente sem relógio, entra em desespero e o rei resolve convocar novamente a feiticeira do reino para ajudá-los a evitar um novo caos.

A feiticeira logo percebe que se tratava de um amor que não poderia ser vivido, então na tentativa de acalentar o coração do príncipe promete transformar a princesa também em um relógio para que assim os dois pudessem ficar juntos. 

O príncipe prontamente pensa em aceitar a proposta, mas ao ver a sua amada como de costume explorando o reino, decide não aceitar. Ele a amava muito e sentia que ela nunca seria feliz sem a sua liberdade e com lágrima nos olhos, volta-se para a feiticeira e recusa a proposta.

O príncipe relógio ajusta seus ponteiros e volta a funcionar normalmente, entende que as vezes fazer a própria vontade não é uma boa opção se for prejudicar alguém que ama e que o maior preço pelo egoísmo quem paga é a própria pessoa. O príncipe estava disposto a colher para sempre os frutos das suas escolhas, mas jamais permitir novamente que outros pagassem por elas.

Feito isso, algo estranho acontece no reino, os relógios que haviam sido quebrados a mando do príncipe voltam a funcionar e o feitiço que havia sido lançado é desfeito. 

O príncipe sem entender pergunta a feiticeira como aquilo havia acontecido, e ela diz que realmente, como ela havia dito no início, ela não tinha poder para quebrar um feitiço uma vez lançando, somente a coisa mais poderosa do mundo, um ato de amor verdadeiro.

A atitude que o príncipe tomou por amor a princesa finalmente quebrou o feitiço e logo a notícia do que aconteceu se espalhou pelo reino e Aruna ao saber o que o príncipe havia feito por ela se apaixona por ele.

Já não havia impedimento para que os dois fiquem juntos, então voltando para o palácio o príncipe é recebido com uma grande festa, a princesa ao vê-lo chegar corre ao seu encontro, percebendo com muita emoção que era correspondido o príncipe se casa com a princesa Aruna e os dois vivem felizes para sempre.

Fim!

Pin It
Atualizado em: Qui 25 Mar 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222