person_outline



search

Nervos na farmácia

Dois velhos conhecidos encontram-se e atualizam informações sobre a vida.

- Você também prefere o ônibus a ir de carro, não?
- Sim. Eu fui à farmácia de alto custo e para estacionar por lá é impossível.
- E o ônibus circular deixa você na porta da farmácia. Carro para quê?
- Você sabe, eu sou fã do SUS. Assim como você. Mas a burocracia é infernal. - É um teste de paciência, para nervos de aço. Mas há muita fraude, sabe?
- Nós sabemos que fraude e burocracia mantêm relação simbiótica, não?
- Um não vive sem o outro. A burocracia floresce onde a confiança não cresce.
- Meu médico gasta mais tempo preenchendo formulários do que comigo.
- Meu também. E ainda se exige a assinatura do diretor do hospital. Imagine!
- E quem confere? Guiam-se pelo carimbo apenas. Isso tudo é triste, sabe?
- Lembra-se do ditado “A má moeda expulsa a boa”? É exatamente isso.
- E a frustração do médico que se vê reduzido a preenchedor de formulários?
- Sem falar na quantidade de papel impresso gerado desnecessariamente.
- Eu mesmo terei de retornar porque faltou um formulário.
- E você ficou sem receber a medicação?
- Claro! Cumprir a burocracia é mais importante do que a saúde do munícipe.
- E se você reclamar ficará marcado e será atendido no rigor das portarias.
- O atendente me disse que preciso retornar ao médico e obter o formulário.
- Será que ele sabe que não existe esse tal retorno? Só em uma consulta?
- Ele é tão vítima como nós. Já devem ter liberado no passado, mas...
- Eu sei. Vieram as fraudes e o sistema precisa se proteger. E nós pagamos...
- Exato. O maior prejudicado com essas normas é sempre o paciente.
- Ah, se os que definem as portarias estivessem sujeitos a elas. Tudo mudaria.
- Perfeito. A questão é que quem dita as regras não se lhes está sujeito.
- Na primeira vez em que tivessem de se submeter a elas, mudariam tudo.
- Seria o “Não faça aos outros o que não quer para si mesmo”. Retórica pura.
- Outro problema lá na farmácia de alto custo são as vagas para idosos.
- Eu sei. Estão sempre ocupadas por veículos sem cartão. Quem fiscaliza?
- O pessoal da zona azul nada faz, porque não são vagas da zona azul.
- Melhoramos bastante, mas ainda somos uma sociedade bem primitiva...
Pin It
Atualizado em: Qua 20 Set 2023

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br