person_outline



search

Lobo em pele de cordeiro

Venho notando um novo fenômeno que acontece no Instagram: os famosos “dix”. Os dix são contas alternativas do usuário, e nem todos os internautas o tem, mas que virou uma febre, disso eu não discordo. É no dix que o usuário pode realmente divulgar quem é, sem ter que recorrer a filtros, legendas que mostram o quanto você é culto e fora da curva ou até mesmo a necessidade de ter várias curtidas, e essa variante pode ser muito boa. Observando isso, penso no que já li sobre como o Instagram provoca ansiedade e prejudica a autoestima das pessoas que o usam. Então, os dix seriam como uma maneira de filtrar tanta pressão exercida por esse local tão positivamente tóxico? Não absolutamente, porque a verdade é que você não precisa usar um filtro que distorce sua imagem, mas também abre mão do filtro mental, porque o público-alvo das postagens no dix é muito reduzido, assim, discursos de ódio, pornografia, incitação ao suicídio e tantas outras coisas ganham notoriedade e até mesmo apoio. Afinal, só quem segue você no seu dix são aquelas pessoas com quem você mais se identifica, e isso potencializa as bolhas sociais.
Creio que tudo isso está interligado à globalização, pois a famosa aldeia global, que fora tão romantizada, mostrou e mostra como as relações humanas são, em sua essência, violentas e cruéis. É isso que somos, seres podres que de um lado mostram inteligência, bondade, beleza e, em contrapartida, na sua antípoda exibem o terror que é sua verdadeira personalidade. E, aqui, não faço uso de nenhuma dualidade maniqueísta, pelo contrário, apenas estou tentando mostrar a nuance do comportamento humano nas redes sociais, já que basta apenas um clique para que a ovelhinha vista a pele do lobo.
Pin It
Atualizado em: Seg 11 Abr 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222