person_outline



search

Os Quatro Gigantes da Alma

Segundo o escritor Emílio Mira Y lopes, o medo, a ira, o amor e o dever, são estes os quatro gigantes da alma. Mas como sempre o medo vem em primeiro lugar pois é ele que define grande parte de nossas ações. O medo é para o ser humano um mecanismo de sobrevivência, pois deixa-nos afastados de situações de perigo. Quando sentimos medo aprendemos rapidamente o significado da palavra prudência. Porém devemos usá-la na medida certa.
Aristóteles escreveu que: Quando a prudência é excessiva se transforma em covardia, mas quando não existe prudência corremos riscos eminentes tanto físico, mental e até mesmo material. Em nossa sociedade sentimos que devemos ser felizes, porque se meus amigos são felizes eu também posso ser. Caso isto não aconteça ficamos perdidos, e começamos a alimentar um sentimento de frustração. Mas possivelmente a culpa desta provável infelicidade esteja em nós mesmos, quando permitimos que o desejo fique subjugado ao medo, quando substituimos nossas emoções pelo medo do incerto. Sabemos que quando todos tem sonhos mas só alguns conseguem realizá-los torna o resto de nós covardes, derrotados sem haver entrado na batalha. Não podemos abandonar nossos sonhos sem saber até onde eles podem nos levar. Não importa o que a vida fez conosco, o que importa é como reagimos com o que a vida fez conosco. Se pensarmos em nosso futuro como algo em planejamento saberemos que mesmo assim o futuro é inevitavelmente imprevisível, mas quanto mais planejamento tivermos, mais chances teremos de controlá-lo. O vendaval, mais cedo ou mais tarde vem para todos, quem estiver com os pés mais firmes ao chão sobreviverá.

 

Pin It
Atualizado em: Qui 19 Maio 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222