person_outline



search

FACHADA VELHA E APODRECIDA

“Por que eu não faço parte? Por que eu nunca faço parte de nada? Só me sinto infeliz! Gostaria de viver em outro planeta! Quem sabe lá fosse o meu lugar!”
Pode-se vê-la enclausurada em seu quarto andando de um lado para o outro, perdida, se sentindo abandonada e não pertencendo a nenhum lugar. Quando tenta conversar, a conversa gira em torno de coisas que as outras pessoas não entendem, as pessoas não entendem de si mesmas, de fatos da vida... da vida!
Ela sabia que era diferente, mas por quê?
“Poucos me ouviram, poucos me viam, então parei de prestar atenção em mim mesma e deixei de confiar nas pessoas e depois pouco a pouco em mim mesma!”
Quando não consegue exprimir a raiva, a tristeza, o desprezo, o vazio tudo vêm em forma de expressões faciais, sinais de uma turbilhão interior de sentimentos. É nessa hora que se torna arrogante, insensível, impiedosa com as pessoas... são máscaras que usa para ferir, se for preciso.
“Seguir a intuição... não há nada de errado em ser sozinha... sozinha por escolha própria e não por ter sido negligenciada pelo seu grupo!”
Pensando nessas coisas , ela deu de ombros e apareceu uma gota de lágrima em seu olhar.
Talvez estivesse pensando em tantas coisas que a machucaram ou talvez fosse uma lágrima de alívio, às vezes, temos que ouvir os outros. Nessas situações, é melhor ouvir os outros do que a si mesmo.
“ Natureza da eternidade... é o destino que venho buscando. As escolhas e o destino são fortemente ligados. Temos o livre arbítrio para resolvermos as nossas coisas e tomarmos as decisões que julguemos importantes, mas se desviarmos por um segundo do nosso caminho, entraremos em outro que pode ou não ser o nosso destino, desencadeando um novo futuro” - pensa de forma finita nesse assunto, não vai pensar que as coisas que aconteceram em sua vida, através de escolhas ou um destino pré determinado.
“Nada disso. Aconteceu e nada me fará voltar ao tempo e refazer o que eu preciso fazer. Cada escolha vai nos levar a uma experiência, a uma nova realidade e a novas sensações. Isso é certo, mas não dá para voltar... ter uma nova realidade... o fantasma anterior estará sempre presente. Vou deixar o passado em seu lugar,”
Respira, anda e senta olhando pela janela entreaberta , deixando uma leve brisa balançar a cortina... vai e vem sempre sem parar... só se a brisa deixar de bater ... então, tudo parado novamente .
“ É assim a nossa vida: só precisamos de um sopro para movimentar as nossas engrenagens e nos fazer viver indo para lá e para cá, sem pressa, só sendo levada ao sabor da brisa.
“ É melhor não! Devemos deixar como está porque, às vezes, estamos bem vestidos, bem tratados e nem percebemos que uma leve brisa desmoronaria a nossa fachada interna velha e apodrecida!”
Pin It
Atualizado em: Seg 7 Jun 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222