person_outline



search

Cronica da morte anunciada, 2020 o ano que não começou

Acabei de levantar da cama. O tempo está frio. Outono. O céu esta muito azul como se não houvesse mais, chaminés poluidoras, que o acinzentava antes. A frenética correria diária do povo, não se percebe. Tudo esta parado. Empresas, comércio, bares. Pasmem! Estamos no meio de uma pandemia! Na quarentena. Um vírus vindo não sei lá de onde, aboletou-se aqui, matando brasileiros em todos os cantos do país. Também sou do grupo de risco. Estou na idade que o vírus gosta,(rsrsrs). Estou como dizia Raul, com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar. Ainda mais isto. Pobre, aposentado, sem dinheiro e participante do grupo de risco de uma doença. Não queria melhor sorte. Como tal, não devo sair de casa. E agora quem poderá me ajudar? Eu, O Chapolin Colorado! Não pessoal não é brincadeira! Além disto, não temos liderança para acabar com o vírus. A eterna disputa esquerda, direita, tomou conta de todos. Ou você é favor ou é contra. Disputa acirrada. Mas, o vírus não tem ideologia, pouco importa para ele, sua condição politica. Esquerda, direita, esquerda, direita, parece quando o presidente, capitão, estava no quartel. Hoje é direita, direita, direita, parecendo o andar do saci Pererê, do folclore brasileiro. Figura que tinha uma perna só e vinha para brincar com quem o via no meio da floresta... Este andar capenga, mostra como está a guerra contra o mal. Ou você faz ou não faz. Para o governo não é prioridade. A quantidade de informações vomitadas pela imprensa, ao invés de ajudar, atrapalha, uma confusão de ideias muito grande. Uma parte invoca uma condição, outra parte invoca outra, nós pobres mortais, ficamos no meio deste mar de informação e desinformação. Não temos como saber quem esta certo. Na verdade, a mentira falada muitas vezes, se torna verdade. A única realidade no meio desta história ou estória como queiram, são as redes de televisão. É tudo culpa da Globo! Eu também sou contra esta Rede, há muito tempo deixei de assistir, mas isto não impede que ela seja talvez, a quinta rede do mundo. Cheia de premiações, em vários segmentos artísticos e conhecida no mundo todo. Hoje nos temos o controle remoto, não precisamos mais, levantar do sofá para mudar de canal. Mesmo assim, esta empresa continua no primeiro lugar de audiência. Por quê? Normalmente em discussões, eu pergunto ao meu oponente que TV você assiste, a resposta é sempre a mesma, a Globo! Quanto tempo? O dia todo! Pasmem! A pessoa quer mudar o mundo e não tem coragem de mudar de canal de televisão? Isto me leva a uma ferramenta que aprendi na faculdade. O CHA. O que é o CHA? É uma sigla que significa, C de conhecimento, H de habilidade e A de atitude. O importante é que você conhece, sabe fazer, mas não tem atitude. O que falta é a atitude de mudar. A comodidade fala mais alto. Desta forma como mudar o “status quo” vigente? Todos falam, mas fazer é que são elas. E nesta toada, a caravana passa. Tudo mais do mesmo. Aquele velho jargão da Bandeirantes continua no ar, “Brasil, a caminho do seu grande futuro”. E nesta balada, o tempo vai passando. Estamos quase no mês de junho. Já somos o segundo país no mundo infectado pela doença, e logo seremos o primeiro. Nossa condição de ir e vir já esta sendo tolhida. Viajar para a América nem pensar, não podemos. O que vai ser do turismo? Se os governantes não se unirem, para lutar contra o inimigo comum, será difícil iniciar e principalmente terminar 2020 o ano que não começou.
Pin It
Atualizado em: Qui 28 Maio 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222