person_outline



search
  • Crônicas
  • Postado em

Ela ainda espera

16: 07 Ela disse para ele que era boba. Sim, tola, pois pensou que ele poderia ama-la. Pobre moça, se enganou outra vez e agora tenta submergir dos seus cadernos de Cálculo para descobrir que a realidade é tão fria quanto derivar uma função aleatória. Ela se perde quando o vê e o sentimento que pensou que tivesse sido superado no dia anterior volta, dando-lhe um tremendo empurrão e permane, até leva-la a nocaute enquanto sonha que pode toca-lo novamente. Ela não quer ser assim, quer parar de amar em vão. Não conseguiu porém arrancar tal sentimento de si e por isso decide não pensar. Então pela ultima vez se perguntou porque ele não veio, porque para ele aquilo tudo não significou nada?
16: 45 Ah meu Deus! Porque ela ainda esta pensando nele?
17: 36 Um frio lhe percorre os pés, pois colocou uma sapatilha para o esperar. Ascendeu um incenso, escolheu a melhor roupa para usar. Ela cheirava a maracujá.
....
20:09 Ela ainda espera. Não acredita que ele será tão frio. Porque ela ainda acredita nele?
...
Ela é romântica demais para esse mundo superficial que a abriga. Ela é ingênua demais, sonhadora demais.
22:00 As músicas já não são suficientes para isso tudo parecer normal. Ela não entende mais nada.
22:22 Mas ela, ah não acredito! Olhe só!

Mesmo com frio nos pés ela ainda espera.
Pin It
Atualizado em: Qua 13 Set 2017

Pessoas nesta conversa

  • As mulheres românticas são assim, precisam desacreditar lentamente, para o golpe da desilusão não as destruir. Divaguei demais ... Sua crônica é excelente. Parabéns!

    1 Curtir
  • Bendito seja o tempo, o único remédio para um coração partido! É uma honra receber um elogio! Muito obrigada Ana_La!

    0 Curtir

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222