person_outline



search

O esteriótipo das estações

Moro em uma região quente,e até poucos dias não via a hora de esfriar.Fazia um calor escaldante,quarenta graus não é fácil nem para os que gostam do nosso verão.O último inverno já fazia doze meses,é muito tempo para manter as lembranças claras.
 Quando penso em inverno imagino quase um esteriótipo.Casacos quentinhos,botas,chocolate quente e todo charme das pessoas bem vestidas.O cabelo mais bonito,suar só depois de correr muito na academia,apenas de ficar sentada não tem como.As comidas quentinhas,e o aconchego das cobertas na hora de dormir.
 Mas quando o inverno chega,a visão romântica do friozinho se dissipa,a pele fica seca,tomar banho de manhã torna-se uma luta,são tantas camadas de roupa que chega a ser sufocante e já estamos lá desejando o verão de novo.
 Calma,logo chega a primavera,a estação das flores,de clima mais ameno,tudo fica colorido,as roupas pesadas do inverno substituídas por tecidos fluidos.Flores,em floriculturas,nas ruas,nas músicas,nas histórias.O floral se torna tendência de moda e deixa de parecer estampa de toalha de mesa da avó.
 A primavera finalmente põe seu pezinho na cidade,os alérgicos ao pólen começam a lamentar,os deprimidos reclamam do excesso de cores,os insetos aumentam,e só se vê flores,chega a ser enjoativo.Agora é esperar o verão.
Praia, sol, mar, pele bronzeada, o comercial perfeito para aquele protetor solar. O verão é sinônimo de alegria, de carnaval,férias,sorvete,picolé,gelinho,sacolé,geladinho,ou como quiser chamar a sobremesa que refresca e torna-se vital à garotada.
 O outono não escapa da lista.Ventinho fresco,clima gostoso,entre o friozinho e o calor,folhas laranjadas,chuvas para compor a trilha sonora de uma noite bem dormida.E aquele ar de elegância que as árvores dão no ambiente,com seus troncos esguios e as poucas folhas,quase senhoras que perdem os cabelos.
 As lembranças do último inverno são desbotadas,assim como as do verão,da primavera,do outono.E nos resta um esteriótipo da estação,e nessa relação de amor e ódio com o clima,vamos sempre desejando o próximo.Pois o futuro é incerto,pode ser de qualquer forma,e é certo,que será sempre uma forma mais perfeita,na cabeça dos insatisfeitos.E nessa construção romântica das estações estou aqui esperando a primavera chegar pois o inverno não é como eu me lembrava.
Pin It
Atualizado em: Sáb 4 Jun 2016

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222