person_outline



search

O NENEZINHO NO TABULEIRO MACABRO

Não importava a iminência da pior guerra da história e nem a calamitosa situação pessoal de seus pais, que clamavam por comida na fila de um mercado brasileiro. Mesmo estando ali com eles, carregado pela mãe esquálida, e ela, como que cozida pelo calor vespertino e castigada pelo frio do relento noturno citadino. Ele era um bebê, tinha acabado de chegar, e quando se desse conta da realidade, seria melhor que uma bomba tivesse acabado com tudo antes. Não ouviria falar de governos, de políticos e nem de escravos. O sentido da vida é dar sentido a ela, mas sob as circunstâncias do bebezinho, estava alguém com futuro incerto. Tal qual o dos outros.
Pin It
Atualizado em: Qui 24 Fev 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222