person_outline



search

Naba

Quando Zimi foi indagado pelo síndico do prédio sobre o fato de ser uma pessoa imatura lhe ocorreu que se fosse amadurecer para ficar igual àquele sujeito seria melhor ficar como sempre foi e lembrou do momento em que ainda criança ouviu sua avó dizendo que ser adulto significava entre outras coisas assumir boletos em seu nome e a partir de então passou a sentir alguma preocupação com o futuro e mais tarde soube que nada poderia lhe causar mais transtornos do que não ter de onde tirar dinheiro quando em condições adversas e mesmo tendo pavor de gente sem talento atribuindo o fracasso de suas pretensões ao fato de serem supostamente incompreendidos ele ainda tinha esperança de assinar trabalhos artísticos autorais em qualquer que fosse a linguagem e fundamentalmente sempre livre de objetivos mercantis e achava cool ter alguma ocupação remunerada para bancar os próprios projetos artísticos para que essa liberdade fosse ainda mais autêntica e também para ter algo real do que reclamar através da arte e o que mais lhe chamava a atenção em Mila Cox era a ausência completa de preocupações relativas às críticas sobre sua música e seus desenhos e essa autoconfiança da jovem aliada ao respeito que tinha por ele pelo fato de ser mais velho e ter bom gosto musical faziam Zimi vê-la como parceira criativa ideal e naquele caso não havia nem mesmo a necessidade de um terceiro elemento para fazerem música juntos sob o nome de Crop Circles cuja proposta anticomercial e pouco palatável ao senso comum trata de assuntos como crises capitalistas mal administradas convertidas em pânico para as massas e lucros para a elite além de buscar sonoridades que segundo Cox tem a missão de fazer com que as pessoas imaginem o terror da sensação de afogamento no seco e possibilitando a Zimi escrever letras mais elaboradas falando sobre como a pandemia faz com que questões emergentes agora necessariamente envolvem ética por parte de governantes já que o vírus é laico e não conhece fronteiras enquanto a prolífica Mila desenvolvia com a irmã Sara o projeto Combo Cox tratando de temas deliberadamente mais ingênuos para recompensá-la por ter dirigido sua Variant 76 levando-os para o exílio de quarentena no rancho sem nome de onde Sara só saía para buscar mantimentos e colocar no correio cartas para si mesma lamentando a condição de emergência sanitária em que o mundo se encontra e reiterando que coisas que geram consequências nunca acontecem por acaso.

Pin It
Atualizado em: Sex 17 Abr 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222