person_outline



search

Fungos

A manutenção da esperança exigia energia física para o próximo amanhecer e então certo de que o dia que chegava ao fim foi bem vivido especialmente se analisado fora do contexto do cotidiano Mila Cox em exaustão salubre colocava discos de rock progressivo de bandas do segundo escalão e se deitava e vivia um período de tentativa de intensidade organizada de vida e quando ela já não era mais entusiasta de mudanças bruscas na rotina e de brigas humanas gostava de pensar que nunca mais precisaria frequentar uma sala de aula e sim estudar por contra própria e aprender que a história é entre outras coisas o avanço da intencionalidade sobre as coisas que se opõem ao desenvolvimento e que ela tinha muito per ter uma casa e uma cama para revigorar o vigor de sua juventude mas queria saber o que em vida nunca saberá pois pensava muito sobre como veria a obra de sua vida depois de morta e sempre tendo em mente que era importante deixar trabalhos autorais para a posteridade independente desse trabalho virar poeira cósmica da internet pois isso não a impediria de se despedir com o dever cumprido e no dia seguinte poderia encontrar Zimi e explicar a ele coisas que ele nem mesmo tinha tempo de aprender pois quando ele não estava tentando aprender a tocar bateria usava o tempo para resgatar sua dignidade pessoal o mais rápido possível com a ajuda dela que sempre encontrava a térmica de café vazia pela manhã pois vivia sozinha pelas razões tão conhecidas pelas pessoas cujas opiniões importavam e Zimi que nunca enchia de água as forminhas de gelo depois de usá-las chegou com uma barba que deixou crescer para parecer mais velho mas a barba não escondia sua cara de desamparo por sua condição de penduricalho mas Cox explicou a ele que a maturidade vindoura lhe trará respostas depois que ele já tiver feito uma parte das coisas que sempre quis e chegasse ao patamar de cúmplice do apocalipse pelas coisas que deixou de fazer e na maturidade ainda poderá contribuir com ideias para adiar o fim da humanidade e todas as conversas que tinham lhe davam uma lufada de uma autoestima que parecia transbordar dela que naquele momento precisava terminar mais uma música para p lado B de mais um single que lançaria em todos os formatos disponíveis e cujas duas canções tratavam do desprezo que tinha por toda hierarquia institucionalizada que lhe dava como artista a obrigação de questionar apesar de ainda se irritar com a fitinha vermelha para abrir pacotes de bolacha.

Pin It
Atualizado em: Seg 27 Jan 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222