person_outline



search
  • Literatura
  • Postado em

A carta dos nossos corações.

Você vive se pegando pensando na própria vida, é apenas uma questão de equilíbrio já que és o tipo de pessoa que raramente se ouvem palavras de sua boca. Encosto meu tronco na densa madeira da porta de seu quarto, o chão está gelado, mas ainda sinto o calor de seu coração. Consigo ouvir os seus soluços, apesar do pertinente barulho da chuva. Você me ensinou algumas coisas, dentre elas é que palavras dificilmente traduzirão os sentimentos, além disso, pode acontecer justamente o contrário: o uso de dizeres para camuflar e criar um sentimento que, na verdade, não existe.
É por isso que sei que as suas reações de agora são a materialização irrestrita e vívida das suas emoções. Veja: a vida não é como queremos, muitas vezes pode ser injusta, cruel, apática e vazia, porém não deixe que isso estrague o melhor que há dentro de ti. Tudo é aprendizado, tudo flui, tudo é eterno e tudo passa, pois, será eterno enquanto estiver dentro do seu coração e, mesmo com sua morte, não há de se extinguir, estará dentro de sua alma e será uma parte sua. Não tenha pressa, chore o que tiver que chorar, permita que doa enquanto tiver que doer, o importante não é se livrar da sua negativa bagagem emocional, o essencial é que você aprenda como a carregar.
 
Deixarei essa carta com você, a enviando por baixo de sua porta, por mais que não deseje me ver. Ela será útil a você, e, um dia, nem lembrará que ela existiu, pois fará tudo, nela contido, de forma inconsciente. São dicas valiosas, de alguém que já esteve em seu lugar diversas vezes e, sobretudo, está atravessando esse estreito corredor pela última vez.
Pin It
Atualizado em: Ter 15 Mai 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222