person_outline



search

Os Limites da Liberdade

“Ninguém é mais escravo do que aquele que se julga livre sem sê-lo.” — Goethe.

LIBERDADE! Como soa bem essa palavra. Mas, o que significa ela para você? Será que liberdade significa ter o direito inalienável de fazer o que bem entende, quando e onde quiser, sem consideração para com outros? É evidente que não! Órgãos legislativos impõem limites às suas ações, a fim de protegerem os direitos e os interesses de outros. Não é isso vitalmente necessário quando pessoas vivem numa comunidade?

Por exemplo, talvez tenha a liberdade de viajar, mas só poderá conduzir seu veículo dentro dos limites da lei. Tais limites, ou leis, foram estabelecidos como medida de proteção não só para outros, mas também para a sua pessoa. Portanto, a verdadeira liberdade não significa isenção de toda a restrição, disciplina e sacrifício; tampouco significa ausência de leis que sejam corretas e benéficas. É interessante que o Dicionário Jurídico de Black (em inglês) define liberdade do seguinte modo:

“A condição de estar livre . . . sem outra coibição, impedimento ou proibição senão os que possam ser impostos por leis justas e necessárias e pelas obrigações da vida social.”

Para usufruirmos a liberdade, precisamos viver entre duas fronteiras — as leis naturais e as leis morais.
Pin It
Atualizado em: Seg 15 Abr 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222