person_outline



search

No Shopping

Encontrou-a no corredor do Shopping.
Sorria exibindo os dentes alvos, encantadores; os olhos muito vivos brilhavam, insinuando promessas; a voz escorria, macia, envolvendo o interlocutor; o vestido colorido realçava as formas do corpo alvo, tentador; requintava-se nas gentilezas, que arrebatariam mesmo o mais distraído; Os cabelos curtos, presos por uma passadeira, lançavam o perfume inebriante que já conhecia. Às vezes reforçava a fala com um toque descuidado, quase casual; aquilo terminaria num chope. Talvez algo mais.
Desgraçada. Afrontava-o flertando com o primeiro infeliz. E nem o via.
Pensou em fazer um escândalo. Gritar impropérios. Apontar o dedo acusador. Quem sabe surrá-la, humilhá-la, arrastá-la pelo corredor encerado e luzidio, até que um segurança o contivesse com uma bordoada.
Mas não fez nada disso.
Partiu transtornado. E julgava que Consumidores apressados deleitavam-se com a tragédia que levava estampada na face. Foi remoer sua dor no escuro da próxima sessão de cinema.
Pin It
Atualizado em: Qua 18 Jul 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222