person_outline



search

Isolado Na Tempestade

Foi há muito tempo, mas o tempo não me deixa esquecer da dor que tive quando me falaram:
- Julián está morta.
Não consigo entender. Me contaram que ela morreu por causa de uma coração partido. Nós corríamos juntos. A estrada da vida não tinha limites. Quem diria que o final da nossa história chegaria antes do próprio começo. Mesmo caminhando juntos seguimos caminhos diferentes. O que era para ser para sempre mostrou seu fim na faca que estava em seu peito.
Lembro-me de quando ela me deu tudo que lhe era importante. Ela me levou em uma colina e me mostrou um lugar que apenas ela conhecia. Deitamos no chão e apreciamos as estrelas que como joias cintilantes mostravam sua glória. Ela estava com vergonha, mas segurou minha mão com força e claro sempre sem a menor delicadeza, Julián era como um poço de frieza, ela disse:
- Acabei de te dá o que era mais importante para mim.
De forma bruta explicou que encontrou aquele lugar quando criança junto de seus pais falecidos e que sempre ia lá com eles. Foi inesperado, enquanto ela dizia que aquela era a primeira vez que ia naquele lugar sem seus pais, lágrimas se derramaram de seus olhos esmeralda. Eu fiquei arrepiado, de todos os anos que eu a conheci nunca tinha presenciado tamanha delicadeza como à daquele momento. Meus olhos se dilataram de tamanho desejo quando ela disse:
- John. Eu não sei o que mais posso te dá, apenas sei que te amo. Agradeço por suportar ficar tanto tempo comigo, aguentando minha maldita ignorância. John, você me mudou e agora estou apaixonada por você, só quero saber se você sente o mes…
Meu Deus! Mau suporto essa preciosa memória. Enquanto ela dizia aquelas palavras, o vento sopra forte e de forma graciosa faz os seus cabelos escarlates flutuassem, eu pude ver o seu rosto perfeito, e não sabia o que fazer, ou prestava atenção naquelas a palavras de valor infindável, ou admirava aquela paisagem que parecia mais com uma obra de arte. Eu não pensei uma vez, como que por instinto, joguei-me sobre ela, olhei a fundo sua alma e em um momento que deveria ser para sempre demos nosso primeiro beijo, dando o melhor dos meus sorrisos disse: 
- Eu te amo agora e para sempre.
Ela sorriu, e ao apreciar aquele sorriso tive certeza, aquele sorriso era a coisa mais linda que já vi em toda a minha vida. Eu voltei para o meu lugar. Ficamos ali, a noite inteira, observando o céu estrelado.
Mas na primeira vez em que me atrasei, me foi tomada a mulher que eu ainda amo.
Uma maldita imagem, bela e deprimente, ela estava sentada, suas mãos macias se apoiaram no braço da cadeira. O rosto angelical e delicado dela estava sobre suas mãos pequenas e continuava o ministério da morte da mulher da minha vida, porque alguém mataria uma mulher tão bela, tão fria mas tão amável?
A vida realmente é uma mentira calorosa. A ferida no peito de Julián. Eu não sabia se o vermelho no chão era sangue ou seus cabelos, a forma em que se encontrava na sala parecia mais uma pintura, uma imagem delicada.
Ali perdeu o brilho de sua vida, dali perdi o fogo de meus sentimentos e o pior é que nem pude lamentar sua morte, ela havia me pedido para manter nossa relação em segredo.
Pin It
Atualizado em: Ter 6 Fev 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222