person_outline



search

Metade

Pouco me interessa as coisas cotidianas.
E pouco me interessa as coisas extraordinárias.
Não quero saber porque o trânsito está parado, e não quero saber se existe vida em outro planeta, estou no meio termo.
Quero saber, especificadamente, o porque  a mesma música escutada repetidas vezes causam sensações diferentes. 
Não me importa se hoje está chovendo, e não me importa se no lugar mais quente do mundo está nevando.
O comum não me atraí, e o extraordinário muito menos.
Mas, especificadamente, quero saber, preciso saber, sobre o meio termo, que ninguém se importa.
Não sou oito ou oitenta, sou quatro ou quarenta...Metade de tudo, metade de nada.
Pin It
Atualizado em: Qua 1 Jun 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222