person_outline



search

Uma flor singela

Os  meu olhos e véus da minha  alma não conseguem decifrar o que há de tão especial  nessa gloriosa existência, crescemos, vivemos, aproveitamos e reproduzimos a nossa descendência, Posso olhar as cortinas do céu e me sentir aborrecido, posso enxergar os oceanos e não ver peixes em meu favor, procuro sempre me sentir  em casa, sinto me mais distante do alémconsagrado, sinto o meu suor transpirando comouma  brisa gelada,  o meu amanhecer é como de beija flores, vivo experimentando o doce sabor do néctar, quando estou prestes a conhecer o estigma sempre me deparo com uma escuridão, um leve calafrio em minha alma e um doce amargo naminha boca, sabe, eu só queria me distrair por um instante,   cada vez que olho para os lados sintoque os meus caminhos cada vez estão  mais distantes do porvir, quando o beija flor desce na flor singela ele sempre vê gotículas de água, ele sabe que o sereno chegou e que o dia de labuta esta prestes a começar, a escada  do céu cada vez mais me deixa ansioso e contrito, me sinto indignado por não conseguir o que quero, vivo em metamorfose, sinto tão sozinho ao ponto de eu mesmo crucificar a minha  mediocridade da  razão, vejo tantos olhares diferentes, parece que a minha forma de pensar esta cada vez mais subordinada da vida existente, vivo tentando mudar o que já é perfeito , mas, Deus disse que não existe ninguém perfeito.
Diz a lei da vida que o ser humano não alcança a perfeição e que sim só a lapida, tento me integrar no futuro, meu passado sempre está no presente em que vivo, sabe aquele dia em que você acorda e não quer ver o futuro. É como se a vida estivesse parada no tempo de um resquício, se minha vida se despedaçar, serei a como luz que anda sobre as trevas, se ás águas me afogarem as placas tectônicas se abrirão no solo para que eu  possa atravessar grandes poços negros sem luz , se alguém me queimar  eu renascerei das cinzas, serei como a águia na idade avançada, subirei nas mais altas montanhas  e arrancarei minhas penas, por fim o bico e viverei por mais tempo, se  uma pessoa de má espírito pisar em minha calda, renascerá outra novamente, então  termino o meu fragmento dizendo: não faça o mal. Não  julgue, pois a vida é baseada em cachoeiras,  se ela secar  pode ter certeza que a chuva em breve aparecerá, o passado sempre traz de maneira mais dura o incessante de um fel que não se apaga, baseado em uma cicatriz sem cura.
Pin It
Atualizado em: Seg 2 Maio 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222