person_outline



search

Nem Sempre Funciona

O verde era cativante;
Era engraçado e ouvinte;
Carregava sardas, cabelo meio ruivo e meio loiro;
O verde era bom, e se foi, mas se foi exatamente por que foi bom demais;

O azul era ignorante;
O azul era orgulhoso e insensível;
Carregava um sorriso bonito e cabelos pretos;
Mas era ruim, e não se foi... não se foi exatamente porque era ruim demais para partir tão rápido;

O castanho era bom, complicado, era comum e inevitável;
Era difícil de desvendar, complicado de compreender;
Mas era aconchegante, era engraçado, era confuso demais;
Era tão confuso que se acumulou e nunca se foi, muito pelo contrário, ele se reinventou em algo que eu nunca entendi.

O mel era bom demais para ficar;
Era sorridente e levemente neurótico;
Era cativante e mentiroso, era complicado e doloroso;
Era tão bom que foi embora, era tão ruim que marcou como tatuagem;

O preto era fofo, e bobo;
Era legal e simples;
Era fácil e divertido;
Nunca se foi, nunca ficou, estava aqui na mesma medida que não estava, nunca compreendeu, apenas tentou.
Pin It
Atualizado em: Qui 17 Mar 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222