person_outline



search

Será que acaba?

Aos meus onze/doze anos eu costumava externalizar minha raiva pelo mundo com poemas,
Eu colocava todo aquele sentimento infantojuvenil reprimido nas folhas de um caderno velho,
Minha escrita nem sempre era compreendida, no entanto haviam sempre aqueles que viam além de um monte de palavras,
Quando crianças, a gente costuma ter visões deturpadas sobre a vida,
Mas sabe, depois de grande a gente percebe que a nossa visão sobre o mundo e a vida nem sempre são tão deturpadas assim, 
As coisas lá fora são uma loucura, e as vezes tudo o que queremos é que acabe...
Mas será que acaba?
Pin It
Atualizado em: Dom 29 Nov 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222