person_outline



search

PERSONA


Eu hoje deixei minha imagem grudada no espelho
 
Saí para as ruas e para a cidade dos homens
e estava nu de rosto
 
No início estranhei
- estava acostumado à máscara –
mas logo me habituei ao novo peso
andava mais leve com algumas gramas a menos
 
Deve ser assim como as nuvens se sentem
suaves, airosas, pairantes e aladas
passeando indiferente sobre a cabeça das casas
para além dos contornos limitados do horizonte
 
Agora sei para onde vão todos meu enevoados
eles se dissolvem em um céu azulado
um azul mais à frente navegado
 
Hoje voltei a ser criança de novo
antes das aulas de catecismo
das regras gramaticais e das etiquetas sociais
 
Até minhas rugas sorriram
meus olhos enxergaram mais longe que os óculos
e minhas mãos desenharam versos despretensiosos
assim como fazem a Lua o Sol e as estrelas
 
Eu hoje me avistei
por detrás dos disfarces e das aparências
como quem se olha a partir dos espelhos
em que deixei minha outra face amarrada
 
Eu hoje ouvi a voz dos anjos
parecia a voz de minha mãe
cantando para mim cantigas de ninar
 
E quando, então, acordei
meus sonhos estavam perto me esperando

 

Pin It
Atualizado em: Qua 2 Mar 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222