person_outline



search

Encanto Mortal .

Um olhar inocente, um "oi " singelo,
E a fera rende-se ao encanto mortal da Bela.
Feroz por fora, intocável por dentro,
Aquecido foste ao toque da tão angelical Bela, tempestuoso e frio o meu coração eras!
Oh, Coração de pedra porque se alegras tanto?
O seu gelo se aqueceste diante de tão meiga e delicada Bela?
Pura e leal,
Branda e serena,
A malicia angelical, tu a camuflaste no resplendor de teus lábios como não embebedar-me no sabor de mais doce mel?
Em seus lábios me perdi, Ai de mim!  Foste meu fim.
Para o final caminhei, como fogo e pólvora quando de você eu provei.
Oh! A maldade tu camuflaste no teu encanto de sorriso angelical,
levando de mim o meu ser bestial.
Desfeito e quebrado,
Brando e encantado,
 Servo fiel eu me fiz, Leal eu me tornei,
Quando para sua beleza eu olhei, mergulhado no torpor de puro mel que de você eu tomei.
Em seus olhos me perdi e sem perceber foste o fim! 
Apunhalado eu morri, quando de tua boca eu ouvi:
-A fera jaz morta!  A Bela sussurrou, regozijando-se em sua beleza triunfal,
Doce e encantadora, porém MORTAL!
Pin It
Atualizado em: Seg 22 Nov 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222