person_outline



search

Sujeito Barroco

Desejo e me culpo.
Desculpo
Meus anseios
E revejo
Minhas ações.
De um lado quero os beijos
E do outro, beliscões.

Quero a dor
Pungente e fria
E a paz da alegria
De estar entre iguais.
Sou as duas faces cúmplices
De selvagens cavalheiros
E distintos canibais
.
O conflito é o meu tema
E discuto meus problemas
Na igreja e na esbórnia.
Se topo com o divino
Expio e bato sino,
Rezo e conto história;
Mas, se a noite é de ninguém,
Lembro do meu Carpe Diem
E aproveito a minha glória.

Pin It
Atualizado em: Ter 15 Set 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222