person_outline



search

"e, não deixarei"

essa parede é desperta e a derrubarei
dentre os impuros de só desejar, te sou.
o intermédio da rodovia que te trafegou
pela vantagem de correr cego, eu correrei.

eu sei de uns dias melhores sob vistas
eu sei da vontde do vento em descer
e serao quê decidi pretender, e. sem premissas
era só contato praticado, o já, agora, sem ter

a indecisã que todos pedem sob à mesa
a fartura do corpo crente de seus métodos
são quatros mortos, sem arbítrio e incrédulos

a platéia que cercar essas gravuras, à esquerda
o solo demúsicas incessantes não deve parar
é. o consolo por ter um conto todo e não contar





..e não deixar ela lá.
Pin It
Atualizado em: Seg 11 Nov 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222