person_outline



search

Cumpliciar-te

Acordo, e a primeira coisa que posso contemplar
São os raios solares surrupiando e alumiando
Nossos corpos nus na cama 
Toda e qualquer inibição,
Fora-nos tomada na noite anterior
Quando nossas vestes tocaram o chão.
Vestígios de lembranças 
Juntamente com o gosto inefável do vinho
Povoam meu consciente 
Trazendo à tona, a vontade súbita 
De tocar seus lábios novamente.
A volúpia me recobre
Enquanto meus olhos viajam e se deliciam 
Com seus traços tão suscintos 
Mas, ao mesmo tempo, marcantes.
Observo seu ressono,
Ao passo que controlo meus dedos 
A querer embrenhar-se em seus cabelos.
Deito minha cabeça em seu peito,
E ali adormeço, sentindo seu abraço
Tomar-me por completo
Desfrutando assim de nossa cumplicidade.
Pin It
Atualizado em: Seg 21 Jan 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222