person_outline



search

Verso sobre tela




O que eu sinto não cabe em palavras
Em uma pintura, talvez, caberia
Mas para ilustrar meu desalento
Que cor de tinta eu usaria?

Cinza são as ruas, as vozes, as pessoas
Dentro de mim explode é um colorido
Sempre guardado, calado e escondido
Morrendo no meio de faces ocas

Minha alma é um rio que trasborda
E as barragens hoje foram fracas
Fizeram de mim aquarelada
Com águas que avançaram iradas
Pin It
Atualizado em: Qui 16 Ago 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222