person_outline



search
  • Poesias
  • Postado em

Cada passo, só vida.

Onde está minha poesia?
As palavras, aquele 
não sei o que, inspiração?
Terá um alguém, algo, entidade, 
capaz de me fazer compreendida,
povoar o mundo melhor do que faço,
sabendo cada passo, 
sem precisar morrer para viver cada dia?
Cansada demais de não me saber, não 
me entender na vida, 
Cavo cova para enterrar o que  em 
mim há muito está morto.
Chance?
Judiar menos, mais amiga, acreditar em 
algo.
A nova de mim, encontrarei pelos caminhos,
farei de pedaços menos desbotados, 
sem tantas necessidades doloridas.
No convento da mata me anuncia, 
aquilo que me falta, que me justifica ainda viva.
Que eu me dê tudo de mim, 
que eu seja tudo o que eu tenho, 
que não seja pergunta, nem procura de responta, 
que seja e simplismente seja, 
sem hematoma, sem agnonia, 
Só vida.
Pin It
Atualizado em: Dom 12 Nov 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222