person_outline



search

PROFESSORA

Tórrida, impávida e mãe de meninas.
Corajosa! Cedo vai lecionar.
Carrega nos olhos
Duas águas marinhas.

Tia querida de outras meninas.

Fatigada da matutina lida,
Retorna ao lar no fim do dia,
Casa, comida, corrige ainda...
O garrancho de outra menina.

Fim de noite, sem meninas.
Chega ela sorrateira,
Mulher querendo besteira.

No relógio outro dia,
Vai embora na surdina,
A mulher que é mãe de meninas.
Pin It
Atualizado em: Ter 29 Set 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222