person_outline



search
  • Drama
  • Postado em

sombra no deserto

Essa história se passou com uma família privilegiada pelo destino mais entre seus familiares havia desentendimento de pensamentos para com outros seres humanos e assim começa. Sombra no deserto Patrícia era uma moça de família bem sucedida e moravam na maior cidade de nosso país e no meio do seu convívio só pessoas da alta sociedade. Mais nem tudo para ela era felicidade, pois ela pensava também em seu semelhante à noite quando ia descansar, após ter chegado de sua faculdade ao deitar pensava na vida dos outros que não tiveram oportunidade. Ela olhava para si e questionava será que eu não quero ou estou entrando muito na vida dos outros,ou será que estou me alienando a esse bando de insensíveis com cara de bonzinhos não passam de corruptos avarentos que infestam a política e o meio empresarial sei que não posso mudar o sistema mais vou dar uma pequena mexida nesse modelo que esta ai vou fazer a minha parte.pois eu sempre pensei assim o mundo não tem culpa de tantos fenômenos e os acontecimentos mais nós mesmos que diretamente temos culpa em fingirmos em não ver o que fazemos e retemos essa situação,eu acho que se olhássemos digo com bons olho sendo que é nossa obrigação como ser humano assim pensava Patrícia.todos os dias que ela saia da faculdade ela ficava conversando com as pessoas sempre querendo saber de seus problemas e de suas necessidades pois essas condições dos outros muito a preocupava coisa quem deveria se preocupar não se importava enquanto muitos se aproveitam dessa situação para fazer sua plataforma eleitoral.É sempre assim os que elegemos mas ela não pensava assim e via o ser humano com os olhos de amor e de carinho por aqueles seres que pelas ruas encontrava ela pensava certo e por isso estava perto de gente menos favorecida e esquecida pela hipócrita sociedade mais ela estava ali pois o que os maiorais não faziam ela tentava fazer e muitos deles diziam que ela fazia isso pra se promover mais por dentro ela sentia que o que os outros não faziam ela teria que fazer e era assim sua luta diária pelas ruas de São Paulo .E assim transcorria a vida de Patrícia que mesmo tendo tanto trabalho arrumava tempo para dedicar aqueles a procurava pois muitos sabiam do endereço mas não a procuravam lá, pois o seus não os recebiam se julgavam ser superiores e os menos desprovidos para eles estavam a margem e eles era escoria da sociedade. Sua mãe esta era pior só porque já nasceu em berço de ouro, achava que ela era tudo por tudo a melhor, mas no fundo ela era pior da família, era prepotente, falsa e dissimulada, o pai um empresário bem sucedido só que era um pau mandado, se a mãe falasse ele acatava, seu irmão bom, mas alienado, pela mãe como o pai, mas patrícia tem um outro temperamento se constasse no DNA ela não seria filha da mãe, pois sua mãe arrogante que dizia ser toda vida independente e que não precisou de ninguém, e não iria se misturar com ralé, pois ela só dá trabalho e prejuízo por isso que ela fazia o Maximo para se manter afastada não queria mesmo que ninguém se aproximasse.

Patrícia se formou em medicina, e seu pai lhe deu uma clinica de presente com toda a tecnologia de primeiro mundo, muito bem equipada com as existem por ai, com UTI, ela trabalhava ate as altas horas para ajudar os seus semelhantes.

Mas ela viu que tinha que fazer algo, pois uma parte de seus paciente ficavam a mercê... Mas isso lhe doía à alma e fazia fica triste, pois ela queria tratar de todos que estivesse precisando de ajuda este era o propósito dela, o ritmo da clinica era intenso, pois se tivesse dinheiro tratava se não era do mesmo jeito; e era assim que ela levava a sua vida ajudando. Por mais que ela fazia a demanda era grande e mesmo que ela quisesse não teria condição; pois o fluxo de pacientes era enorme ai ela teve que fazer uma separação na clinica que com o crescimento do número de seus pacientes veio à obrigação de aumentar o edifício e fazer a separação da parte que era particular da pública mais em pouco tempo já estavam super lotadas e seus médicos faziam plantão extra para atender o número de novos pacientes e com esse crescimento ela teve que comprar um terreno e construir um novo prédio que conveniou com o governo isso por alguns dias ajudou a desafogar as clínicas e os hospitais que estavam sobrecarregados. Ela tinha uma simplicidade jamais vista sentia a dor dos outros e chorava com seus pacientes era uma médica competente. E através de sua capacidade na medicina ou no empreendedorismo despertou a cobiça de grupos e associações querendo fazer parceria.Mais eles não a viam com bons olhos como os que ela tinha para com o ser humano eles a viam como uma máquina de fazer dinheiro e isso pouco a importava tudo o que ela fazia era pelos seus semelhantes pois ela tinha prazer do que fazia.Se por acaso ela perdesse um paciente ela sentia pois o amor estar dentro de seu ser e não vivia para glória e pouco lhe interessava sua riqueza pois sabia que perto dela tinha tantos que não tinham nem um pedaço de pão.Ela pensava nos outros enquanto até mesmo os outros doutores não pensavam com os mesmos sentimento que ela ,era impressionante sua preocupação.Enquanto patrícia aproximava dos menos favorecidos seu a mãe com seu orgulho cada vez mas despresava o ser humano que estivesse a sua volta assim seguia vida . Na casa sua mãe comandava com mão de ferro os funcionário em quantos seus pai era um alienado em outras palavras (pau mandado) a sargento tudo ordenava e sua ordens teriam que ser comprida. Mas o fato maio desta historia se deu foi quando seu esposo colocara debaixo de seu porta jóia uma quantia em dinheiro que nem ela mesma sabia o quanto que ela viu o dinheiro.entre os seus funcionários tinha aqueles que trabalhavam só para o seu uso pessoal( só para sua beleza)desses ela gostava, mas aqueles coitados que precisavam para sua sobrevivência pessoal e pro seus familiares esses ela os desprezavam pois ela tinha como pobres e necessitados,e sua soberba era grande, mas entre seus funcionários avia um que não aceitava seu abuso, um dia Patrícia comprimentou os empregados, e sua mãe viu e não gostou é falou: Olha será que você não aprende que tu és diferente desta rale.Somos como água e vinho e o óleo que não se mistura, pátria que não deu ouvido sua mãe e sai. E Gerson que não levava desaforo pra casa falou deixa eu falar pra sra olha não muito longe de minha casa tem uma aréa residencial nobre e bem a baixo passa um córrego que por descuida de nossos políticos n fizeram um bom saneamento e os dejetos dessas residências correm pra esse córrego ,há mais n é ai que vou chegar, o que quero dizer que eu estando a passar por perto desse esgoto a céu aberto vi que os dejetos das belas casas desciam se misturavam aos das casas simples do outro lado ai lembrei me do que falavas será que teus dejetos também se julgam melhor do que os outros como a sra?ou so os teus também são melhores .Ela se indignou e falou tu és um subalterno abusado você esta despedido .Gerson falou olha demorou se a sra fosse mais inteligente antes de fazer esse discurso todo já teria mandado assim lhe teria poupado o trabalho ,todos o admiraram pela coragem de a enfrenta ela indignada gritou todos ao trabalho e sairão a arrumadeira que era negra e humilde de um coração tão amável que a todos cativava e isso causava nela inveja e como ela gostava de pegar no pé de seus funcionários ela era a que ela mais humilhava e ela estava arrumando o quarto quando ela a chamou com tamanha arrogância ANTONIA cadê o dinheiro que estava aqui debaixo do porta jóia ANTONIA com toda simplicidade respondeu eu não vi não sei onde estava Ela disse você pegou pois eu sei quer ele estava ali e ANTONIA chorando voltou a falar eu não sei não vi e ela chamou a policia e levaram ANTONIA que mesma dizendo que não havia pegado foi presa e ficou la pagando pelo que não cometeu assim que ANTONIA saiu da prisão por ser honesta não lhe foi difícll um emprego pois teu jeito de ser inspirava confiança a todos que a conhecia .E sua és patroa não aceitava nem tocar no nome dela la mais todos sabiam que era covardia dela pra com a moça ,todos sentia sua falta. Patrícia perguntou por ANTONIA e ela como não tinha nada pra justificar voltou a acusá-la dizendo que havia roubado ai foi obrigada a despedi¬¬ la É mais PATRÍCIA não acreditou e foi a procura dela so que ela não tinha o endereço certo ai não a encontrou seu pai chegou de viagem e sentiu a falta de ANTONIA e sua mulher falou a mesma historia de sempre ai ele se desesperou com a noticia e no meio de todos os funcionários gritou tu és louca foi eu que peguei o dinheiro e o cheque antes de sair e agora você faz uma injustiça dessa há você realmente ainda vai nos enlouquecer com essas tuas doideiras mais o pior ainda estavas pra vim, pois aquelas tonturas que ela sentia estava piorando.a outra arrumadeira a encontrou caída já sem forças e chamou sua filha que a levou para o hospital, que após uma bateria de exames ficou constatados que ela era portadora de leucemia e seu estado era critico e estava em fase terminal e só um transplante de medula a salvaria mas isso teria de ser rápido pois teu tempo estava se findando.E ai começou a correria atrás de pessoas que fosse compatível,e acabou todo o material que estava no banco disponível e ñao foi encontrado um doador e fora os que por causa de PATRÍCIA vinha espontaneamente se oferecia e Patrícia já se via em um só desespero foi quando ela saia do hospital que viu quem passava do outro lado da avenida ela ao reconhecer gritou ei espere ai e ANTONIA reconheceu a voz e parou ANTONIA veio ao seu encontro E patrícia ao abraçar chorou ao lembrar o que sua mãe havia feito a ela e foi falando tudo que houve e falou que agora estava pra perder sua mãe e ao contar ANTONIA falou olha nós estamos perdendo tempo por que não vamos pro hospital ver se eu posso ser essa doadora que esta faltando e foi nesse momento que PATRÍCIA chorou copiosamente abraçada a ela pois por ela ser tão humilde sentiu naquele ser toda pureza que nen na pessoa que ela mais amava no mundo tinha para com ninguém no mundo ela perguntou ATONIA você faria isso. EU não vou te dizer nada vamos logo e chegaram e foram rápidas fazerem o exame e pra felicidade de PATRÍCIA ANTONIA era a doadora compatível e na ora PATRICIA pensa pra que seve esse absurdo orgulho olha quem veio pra salvar sua mãe justamente quem ela desprezou mais como o destino traça seu próprio caminho elas se encontraram e fizeram a transfusão. A mãe de PATRÍCIA foi salva ,ANTONIA teve que ficar na enfermaria se recuperando por ter tido aquele esgotamento e a porta estava aberta quando nesse instante o pai de PATRÍCIA passa enfrente rapidamente sente que viu alguém que algo lhe chamara atenção ele voltou pra constatar ai qual grande foi tua surpresa viu quem ele havia procurado tanto agora estava ali na tua frente ai ele falou que a tempo que a procurava nesse momento PATRÍCIA entra e fala olha ANTONIA a mãe esta de alta ai que ela viu seu pai sentado no canto pois seu pai estava sem entender nada pois estava vendo a felicidade de PATRÍCIA ai ela fala o senhor sabe da maior ? Essa aqui que foi a doadora seu pai diz perplexo o que e pergunta voce ANTONIA ela sim e faria se precisasse novamente ai eles levaram a mãe dela pois ela so viria fazer os exames de que são de rotinas mais sua filha ao chegar em casa falou sobre ANTONIA com ela pois ela estava tão mal que ela tinha uma leve desconfiança que aquela moça era parecida com ANTONIA ai ela teve a certeza e começou a chorar pois ela estava nesse momento relembrando das maldades que fazia com os seus funcionários e ai ela veio ate a sala e falou olha eu quero que todos vocês vão ate o salão de festa pra nós termos uma conversa ai os funcionários olharam uns pros outros e falaram essa ai ném depois de quase morrer não toma jeito e foi nesse momento que o pai de PATRÍCIA entrou com ANTONIA ai sua mãe já estava pedindo desculpas e perdão aos seus funcionários e foi pedir perdão a sua filha e foi ai que PATRÍCIA diz mãe não é a mim que a senhora tem que pedir perdão maios sim a essa aqui que foi injustiçada pela senhora e mesmo assim não olhou pro que a senhora fez e salvou tua vida e ai PATRÍCIA diz vocês acham que eu so por que fiz faculdade cursei medicina sou alguma coisa olha comparando a esse ser que faz tamanho gesto não sou nada ai sua mãe empranto abraçou ANTONIA e todos viram que pra mãe de PATRÍCIA foi preciso sofrer pra aprender viver mais para os menos favorecidos PATRICIA era A SOMBRA NO DESETO

Pin It
Atualizado em: Ter 7 Set 2010

Comentários  

#7 wicos 30-10-2010 18:01
amiga tenho lido tuas obras por ordem e tenho achado uma beleza na adiversidades dos temas tu és gênio o bom que é sem a garrafas
#6 wicos 24-10-2010 21:50
OLHA N ME CANSO DE TE AGRADECER VC É DEMAIS OBRIGADO SEMPRE VC
+1 #5 jrs49 17-09-2010 18:08
Parabéns.
#4 wicos 10-09-2010 15:42
espero que sempre consigo eu escrever algo que alegre o teu ser é bom saber que tu gostas de ler o brigado menina do wicos :D :evil: ;-) :sad: :sad:
#3 wicos 10-09-2010 15:35
olha te agradeço por tanta sensibilidade tu és mais do que podemos sentir obrigado por td
+1 #2 azara 08-09-2010 11:31
:love:
#1 azara 08-09-2010 03:12
como sempre gosto do que escreve, e e aqui sempre torçendo por voce. abraços bete

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222