person_outline



search

O caminho do silêncio

O silêncio da noite era macio

Como um cobertor de pura lã

Abafando o frio da imensa sala

A ventania quase a cessar

Os pensamentos tropeçando até a morte

A alma aos poucos acalmava o corpo

Entre as nuvens cinzenta

Surgiram as garras da madrugada hostil

cortadas sem dó pelas navalhas de luz

a energia cósmica queimando a escuridão

manifestando-se mais forte

transmutando tudo em luz violeta

movimentando as folhas e galhos

da árvore frondosa, denominada de universo

O livro da vida a ser escrito

os laços firmados com amor

alianças de paz e a harmonia

numa noite incomum

aquela que nunca, jamais, será esquecida.

Pin It
Atualizado em: Sex 6 Dez 2013

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222