person_outline



search

Uma segunda chance

Bem aventurado aquele que lê
e bem aventurados os que ouvem as palavras de sua profecia
e guardam as coisas que nela estão escritas;
porque o tempo está próximo.

Apocalipse (1,3)


Sara e John se casaram e foram felizes. Mantiveram as amizades comuns da escola onde se conheceram. Os visitantes mais freqüentes eram os Salvatori. Para alegria de John, mas não de Sara, um amigo de quem não ouvia falar há muito tempo retornou. Ela não suportava a influência que ele tinha sobre seu marido.

Os dois sempre foram cristãos devotos, sem radicalismos, iam juntos todos os domingos ao culto. Agora, o amigo de seu cônjuge era um pastor, de uma religião da qual nunca ouvira falar. Logo, induziu John a freqüentar a sua igreja e Sara perdeu sua companhia dominical.

O Pastor pregava sobre o fim do mundo. Parecia não abordar outro assunto. John, influenciado por ele, ficou obcecado pelo assunto. Adorava ouvir as pregações sobre o assunto, cada vez mais se unia ao grupo e isso começou a interferir na sua vida matrimonial. Surgiram as primeiras discussões.

Sara não acreditava nessas loucuras sobre o final dos tempos. O reverendo de sua igreja disse ser uma estratégia para assuntar os fiéis, dominando-os pelo medo. Ela via aos poucos suas amigas adotando a nova religião.

O marido passava cada vez mais tempo ausente de casa, reunido com o grupo de estudos. Em uma das poucas noites que dividiram o leito, foi desperta pelo rádio-relógio transmitindo a notícia:

... mundo está em estado de choque esta manhã. Um fenômeno de causa ainda indeterminado abateu-se sobre todo o globo. Inúmeras pessoas desapareceram sem motivo aparente. Representantes das Nações Unidas já estão reunidos em caráter emergencial. Líderes religiosos acreditam tratar-se de um julgamento divino e pedem a todos que orem. O presidente americano...

Ela não conseguia entender. Estaria tudo acontecendo segundo o discurso do pregador? Seguindo o ruído do barbeador elétrico, correu para o banheiro atrás de John. Encontrou apenas o aparelho largado na pia. Sara gritou horrorizada. No rádio a emoção já tomava conta da voz do repórter:

... Estados Unidos e a União Européia se unirão para combater esse crise, através da criação de uma nova entidade, a Organização Mundial de Emergências Publicas. Os principais objetivos da O.M.E.P são determinar a causa da ameaça e os meios de combate-la. Mais informações a qualquer momento.

Tudo estava acontecendo como anunciado. Tinha escutado em algumas reuniões realizadas pelo marido em sua casa. Ela tinha ficado para trás. Procurou os amigos e não encontrou ninguém. Foi até a igreja e lá estava o reverendo chorando. Lastimando e perguntando-se quantos mais de seus fiéis haviam ficado também, por culpa dele, por não ter pregado sobre o julgamento final.

Era apenas o primeiro dia do caos mundial e da Nova Ordem criada pela O.M.E.P.

(...)

O carro de som percorria as ruas anunciando as novas resoluções da O.M.E.P.:

Senhoras e Senhores, com a palavra o governador local da O.M.E.P.:

Cidadão, é com pesar que assistimos o trágico desaparecimento de várias entes queridos. Catástrofes tem ocorrido desde então. Terremotos, tsunamis, secas, inundações e tantas outras. As forças da O.M.E.P. estão agindo com o máximo de eficiência e pedimos a população que sigam a risca as orientações dos agentes do governo para uma solução rápida desse conflito e o restabelecimento da normalidade. Obrigado.

Sara e o reverendo sabiam ser tudo mentira. Não haveria mais normalidade. Martirizavam-se por não terem acreditado em John e seus amigos. Agora viam claramente, foram deixados para trás e temiam por seu destino. Seriam mortos ou teriam que negar as revelações de Deus. Passaram o restante do dia em oração. Dormiram no abrigo do templo.

Pela manhã saíram pela cidade. O exército havia tomado conta das ruas. Pessoas faziam fila para receberem a nova ordem da O.M.E.P.
.
Todas as lojas anunciavam: Vendemos somente para associados da O.M.E.P.

Em um mercado descobriram precisar de chip implantado sob a pele, contendo todos os dados de cada cidadão. Um meio para o governo poder ter total controle das pessoas. O povo, para demonstrar sua lealdade, tatuava no rosto o logotipo da O.M.E.P.

O reverendo e Sara deixaram o mercado sorrateiramente e foram se esgueirando pela cidade, sempre observados como criminosos pela ausência da marca nas faces. Sabiam que representava o número 666.

Sara sentiu grande alívio quando encontraram os Salvatori. Na angústia, contou-lhes sobre suas desconfianças. Riram das teorias. Estavam marcados.

A conversa foi interrompida por mais um carro de som. Anunciava a obrigatoriedade de instalação de chip e marcação de todos. Os desobedientes seriam enviados para centros de reeducação. A aplicação de lei marcial estava permitida.

Denunciados pelos amigos, Sara e o reverendo foram perseguidos por esquadrões do governo. Homem já idoso, o sacerdote logo foi morto diante de Sara. Perplexa com a perda, desmaiou com um golpe de coronha na nuca. Algemada, foi conduzida para um dos centros de reeducação.

(...)

Presa a uma cadeira, eletrodos cobrindo seu corpo nu. Os choques elétricos causavam espasmos. Em um painel, linhas pulsavam.

Sara acorda suada. Que terrível, pensou. Sonhou com o fim do mundo. Balança a cabeça incrédula e liga o radio. O que escuta a deixa arrepiada. Correu para o banheiro e vê somente o barbeador elétrico de John ligado na pia.

Haveria uma segunda chance?

No painel, a linha verde torna-se reta.
Pin It
Atualizado em: Qua 5 Ago 2009

Comentários  

#6 jhessyca 30-06-2010 14:16
gostei. é realmente um bom suspense. mas no meu ver não será assim que acontecerão as coisas...
tenho outras teorias... mas foi muito bem pensado tamb!
parabens
#5 jhessyca 30-06-2010 14:16
gostei. é realmente um bom suspense. mas no meu ver não será assim que acontecerão as coisas...
tenho outras teorias... mas foi muito bem pensado tamb!
parabens
#4 rackel 30-11-2009 19:52
Suspense num crescendo e final instigante. Excelente.
+1 #3 rackel 30-11-2009 19:52
Suspense num crescendo e final instigante. Excelente.
#2 tania_martins 10-08-2009 13:37
Gostei.Uma leitura agradável! Parabéns!
+1 #1 tania_martins 10-08-2009 13:37
Gostei.Uma leitura agradável! Parabéns!

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222