person_outline



search

O EFEITO CARACOL.

Acordou.
A última coisa que lembrava, era da faca. toda ensanguentada no chão da cozinha, em seguida da trilha de sangue, que ele seguiu até a sala, deitada no meio da sala, estava sua mãe, estranhamente deixada, em posição de crucifixo, degolada, o rosto desfigurado, olhos e orelhas arrancados.
Se aproximou dela, lentamente, a cena era tão surreal. que não conseguia sentir nada. Verificou o pulso (estava morta com certeza…) e ligou para a polícia, em seguida foi verificar se tinha mais alguém em casa (talvez o assassino?), seu pai normalmente estava trabalhando, na academia que tinha a mais de 20 anos, mesmo em idade de se aposentar, adorava o que fazia e mais ainda amava dar aula de natação para crianças (-Meu Deus!!!como ia contar isso para seu pai?).
Em seguida tudo aconteceu muito rápido, subiu as escadas, iria começar a verificar do quarto de sua mãe e só depois o resto da casa, ela guardava tudo lá, as jóias eram seu xodó, valiam muito.
Terminou de subir as escadas, elas davam de frente para o quarto de sua mãe,na porta um vulto preto o encarava, talvez encarar não fosse a palavra exata, pois apesar de ter a forma de um homem, era somente um vulto negro, aparentemente sólido sem rosto sem nada (se acreditasse no ¨povo das sombras¨, com certeza pensaria que fosse um).
Estava paralisado, primeiro sua mãe, agora isso, só poderia ser um pesadelo, se beliscou como nos desenhos antigos de T.V, mas tudo continuou, ele o ¨vulto¨continuava lá.
O vulto começou do nada a rapidamente ir na direção dele.
Seus últimos pensamentos foram, como que aquela coisa, poderia fazer isso, pois ele não corria, era como se levitasse.
BUM!!! - o vulto o envolveu.
A escuridão se tornou tudo para ele.
Lentamente começou a escutar um zumbido, indefinível.
-Acorda, hora das escola - sentiu um chacoalhão no ombro, abriu os olhos e se viu dentro do seu quarto de adolescente, os posteres de filmes, stallone de um lado e schwarzenegger do outro (claro!!!, um par de pesinhos perto da cama de 8 kilos cada, e outro de 4 kilos cada, sua mãe o olhava da porte.
- Vamos! Não vou dar mole para você.
Olhou para os braços, estavam musculosos, passou a mão no rosto, a barba rala, levantou rápido e foi ao banheiro, Ficou com medo de olhar no espelho, abriu a porta e chamou a mãe.
-Mãe, vai parecer estranho demais mas me diz que ano estamos?
Ela olhou para ele com aquele rosto amoroso de sempre, que nunca deu valor, e falou:
- 1.992, que gracinha você está aprontando.
Ele praticamente, bateu a porta no rosto dela, foi para o espelho, e a imagem que viu refletida, era a dele com dezoito anos.
-Que porra é essa???- num momento estava com 43 anos, indo visitar sua mãe, e a encontra morta de forma estranha, e aquela coisa no quarto dela.
Agora, estava de volta a 1.992 com dezoito anos, e sua mãe na cozinha? o incrível é que lembrava de tudo de sua  vida.
será que aquilo era uma oportunidade de fazer diferente dessa vez?
Olhou para o espelho e o vulto estava lá parado atrás dele, mas não no banheiro junto com ele.
Acordou.
A última coisa que lembrava, era da faca. toda ensanguentada no chão da cozinha, em seguida da trilha de sangue, que ...
.
,
Pin It
Atualizado em: Sáb 13 Jan 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222