person_outline



search

CÁLIDAS NOTAS

Todos nós estamos conectados,
na primeira maravilha!
O virtual sendo consagrado,
pela internet que domina!

As pessoas estão plugadas,
para notícias e conhecimentos,;
músicas estão sendo baixadas;
risos ressoam pelo entretenimento!

É a internet com opções ruins e boas;
com o isolamento em prejuízo;
com o vício que o tempo amaldiçoa;
mas com aprendizados em bom juízo!

É o cibernético fazendo sucesso!
Despertando pornografia e pedofilia!
As pessoas buscando sexo;
conseguindo realizar suas fantasias!

Todos em redes sociais,
sentindo-se desinibidos;
privacidades já não são essenciais;
pois, agora somos todos amigos!

Encontros distantes sendo marcados,
pela comunicação imediata!
É o mundo conectado,
pelos benefícios que a internet exalta!

A internet é assim!
Tudo de bom! Tudo de ruim!
Ela mostra o que é a raça humana!
Com mentes sãs, e mentes insanas!

Será que seria contraproducente e leviano falar que “mesmo o melhor homem do mundo, submetidos seus pensamentos e ações à justiça, mereceria ser enforcado dez vezes durante sua existência”!

Leis, decretos, normas e ditames;
em defesa dos direitos inalienáveis!
Para formar uma civilização equânime,
impondo limites aos execráveis!

A opção de conviver em sociedade,
obriga às vontades, restrições;
para que o homem tenha dignidade,
no livre-arbítrio de suas ações!

A natureza humana é selvagem,
por isso tem que ser controlada;
a liberdade pode virar libertinagem,
e a comunidade deve ser respeitada!

Ah, liberdade! Agora prisioneira,
em virtude da lei infringida!
A Justiça é mensageira,
de que a maldade deve ser punida!

Porquanto, talvez fosse melhor pensarmos na odisseia efêmera que trilhamos e descobrirmos o nosso verdadeiro eu, em nosso âmago, que seremos sempre eternos pedantes em nossa pífia arrogância, com nossas fragmentadas e ultrapassados ideais de divisões em bandeiras, religiões, raça, fronteiras, terras; pois, a terra é uma só e somos somente uma raça, mas mesmo assim complicamos, pelo tétrico e plangente passado que faz do presente um viver de beligerância, disputas, discórdias e mortes.

Tantas insidiosas guerras!
Tantas insanas mortes!
Pelo ódio que impera!
Com a vingança vindo mais forte!

Oh! Poder onipotente!
Cubra-nos com seu manto,
da misericordiosa compaixão!
Pois, a raça humana vai enlutando,
pelos rancores no coração!

Guerras santas diabólicas,
findando sonhos de esperanças!
Pífias religiões não acólitas,
prostituindo a fé pela ignorância!

Mãe África sendo estuprada,
por comandantes corrompidos!
Suas tribos enfeitiçadas,
vão praticando genocídios!

Invisíveis crianças africanas,
que pela cor são segregadas!
Fome e miséria; o preconceito as acompanha!
Pela omissão e descaso vão ser sepultadas!

Quantas armas comercializadas!
Quantos povos desnutridos!
Quanta comida desperdiçada!
Um mundo assim, nem faz sentido!

Potências imperialistas,
patrocinam mercenários!
Poderio armamentista,
com seus planos sanguinários!

Sórdido jogo de hipocrisias,
em retóricas disfarçadas!
Ricos países em demagogia,
promovendo nações desmanteladas!

Deveríamos nos sentir envergonhados; mas a falta de escrúpulos é uma de nossas tristes marcas. Quanta hipocrisia anuindo legalizações em desvario. Quanta demagogia estimulando ganhos por proibições dissimuladas. O tempo é o mais sábio dos conselheiros a mostrar rotas perpetradas.

Não precisamos ser inteligentes,
para sabermos que há algo errado;
o álcool é liberado para toda a gente,
e é um entorpecente legalizado!

Engana-nos o dilema do proibido,
incentivando tráficos internacionais!
Enriquecendo nefastos bandidos,
que pagam favores a policiais!

Se quiseres conhecer o dissabor, o anacrônico e o mortiço; envolto em aura de dor, em ambiente não castiço; adentre a uma Delegacia Policial, e sentirás a pútrida displicência, em sua maculosa estrutura oficial, corroída pela fúnebre negligência! Desfilando em jactância, com armas na cintura, servidores elaboram sindicância, pelos crimes em desventura!

Oh! Que ambiente depressivo,
com seus segredos de horrores;
o cidadão se sente constrangido,
pelo torpor incitando temores!

Delegacias de polícias degradadas!
Policiais civis ineficientes!
A retrocessão é corroborada,
pelo Corporativismo impudente!

Não se deve generalizar,
pois, seria injusto e insensato!
Bons policiais sempre vão estar,
a favor da retidão em seus atos!

Para que duas polícias?
Se a insegurança é geral!
Mudanças são benquistas!
Rogamos é por igualdade social!

Se nossos impostos,
pagam essas corporações;
racionalizar é o pressuposto,
para findar estas cisões!

Nada nos engana mais,
do que nosso próprio julgamento!
Idiossincrasias são normais!
Diferenças devem vir em acolhimento!
Porquanto! Formar estereótipos,
é insipiência; é idiótico!
Discernir com percepção; é o propósito!

Estamos à procura de verdades;
às quais jamais conheceremos!
Dogmas geram ambiguidades!
Nossa existência desconhecemos!

A expressiva luta pela vida,
é conviver com as provações!
Desenganos deixam pessoas comovidas,
exaltando a fé pelas orações!

Estamos propensos a tantos riscos,
que nos levam aos contratempos!
Viver é uma aventura de perigos,
que nos trazem muitos tormentos!

A vida é feita de fases;
de alternâncias e mudanças,
com venturas e infelicidades,
com desejos em constância!

Sua sublime paz e tranquilidade,
a qualquer hora podem-se quebrantar!
São os reveses que sem piedade,
suas lágrimas conseguirá derramar!

Em instantes! Tudo num instante!
Circunstâncias alteram seu destino!
Imprevistos são tão angustiantes!
Acidentes deixam você em martírio!

Por mais que tenhas atenção,
num átimo, tudo pode mudar!
Fatalidades causam prostração!
É o infortúnio que não se pode olvidar!

Enfim! Vivemos o incerto!
Em que alegrias e tristezas,
estarão sempre por perto!

Deveras, se pensássemos com sabedoria, uma das enaltecidas qualidades que muito nos falta, agiríamos resignados em profusos sorrisos, apesar das contrariedades diárias, das oposições que vivenciamos, das adversidades que a vida nos impõe, dos obstáculos que parecem intransponíveis, mas que o tempo faz mitigar, suavizar e nos faz seguir em frente, pois, para tudo tem solução e renunciar a alguns propósitos é prova de inteligência para a evolução através de aprendizados que a vida se encarrega de nos ensinar. Ri e o mundo rirá contigo, chores e chorarás sozinho. Para que as portas se abram, para que as pessoas possam lhe ver como aquela alma magnética, que cativa empatia e sensibilidade.

Sorrir só faz bem,
e renova a alma!
O otimismo advém,
irradiando a calma!

Sorrir suspende a depressão,
estancando o negativismo!
Os hormônios em ebulição,
deixam sua mente em lirismo!

Sorrir é a felicidade,
no sentimento puro!
São instantes em vivacidade,
dando esperanças ao futuro!

Sorrir inspira a cura,
de todas as desventuras!
Luzindo em sua aura a harmonia,
com o seu coração agora em alegria!

images.jpeg 41
Pin It
Atualizado em: Seg 29 Mar 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br