person_outline



search

ATIÇADA VERVE

Oh! Intempestivas paixões! Que dentro d'alma galvaniza leviandades e nos faz rancorosos e cheios de ódio. Por que nossa consciência e nosso ego são tão estultos e ignóbeis a ponto de olvidarmos do amor!

Tudo tem o seu tempo!
Tudo que tem vida aflora!
Toda destino tem seu lamento!
Toda esperança um dia vai embora!

Toda escolha traz aprendizados!
Toda bondade enseja compaixão!
Em todo prazer existem pecados,
Em todo trilhar irradia a emoção!

Lutamos por futilidades,
às quais mostram nossas neuroses!
Somos uma raça insaciável,
instigando vontades ferozes!

Tudo que vive morre!
Todo sonho tem seu fim!
Fugaz existência que descobre,
incertezas e dúvidas neste ínterim!

A humildade foi destituída!
A soberba está empossada!
A raça humana é prostituída,
pela ostentação famigerada!

A insensatez é própria da humanidade,
em que o mais forte é o usurpador!
As leis tentam evitar a barbaridade,
perante o ser humano destruidor!

O homem é animal perigoso;
as leis procuram domesticá-lo;
seu âmago é feroz e belicoso,
por isso o seu crime é castigado!

Será que nosso instinto primitivo e selvagem sempre enaltecerá o nefasto lado desumano que há dentro de nós? Ah! São de corações piedosos que o mundo clama. Hoje, corações em compaixão se encontram ausentes; almas insensíveis recrudescem; o agora, se faz mister de sentimentos nobres, resplandecidos de ternura, de dignidade, de carinho e respeito para um trilhar de venturas e esperanças!

Escolhi crer em Deus,
pois, o amor traz a misericórdia!
Somos a grandiosidade de pigmeus;
com o diabo agindo de várias formas!

As guerras que desde o início da humanidade existiram; existirão sempre e causarão quiçá, a aniquilação da raça humana, e o que restar dela viverá como no início, em cavernas e resignados em lamento pela oportunidade perdida, por viver num mundo benigno; em um éden que aniquilamos; num paraíso que mereceria o nosso respeito e amor; pelo ar; pela terra; pela água; pelo fogo; pela magnânima beleza que até agora não encontramos em qualquer outro lugar do Universo, e diante disso vivenciaremos ingentes tormentos pelo sentimento de culpa!

E Deus em nosso momento de aflição,
vendo-nos tristes a chorar,
exaltará com ínclita emoção,
estes versos que vou cantar:

O que posso fazer por você,
para não te ver sofrer?
Posso lhe dar um carinho?
Um alento em seu caminho?
Uma palavra de conforto,
com um abraço de um para o outro?
Você deprimida, tão triste!
Tenha fé que você resiste!
Supere a amargura,
em sua mente e coração,
pois a vida continua,
para lhe dar amor e emoção!
Você é importante!
É um universo lindo e brilhante!
Não se entregue como muitos,
que não mais estarão aqui juntos!
Tenha força para ver uma nova aurora,
a inspiração deve vir agora!
O seu problema tem solução!
É só olhar para trás,
e você verá uma multidão,
que não desistiu,
e encontrou a paz!
A vida é mesmo assim!
A autoestima não pode ter fim!
Seu amor-próprio é a esperança,
para um novo dia em perseverança!
Chore, o que puder!
Mas, viva pela vontade!
Me procure quando quiser,
pois, sou o amor em cumplicidade!

A criança é a inspiração,
de uma bênção em amor!
É uma aura em vibração,
pelo sentimento em primor!
Rebentar de afeto,
que se torna visível,
com trejeitos diletos,
pela candura aprazível!

Seu nascimento na pureza,
como anjo abençoado,
se deturpa pela frieza,
de um sistema contaminado!

A vasta estupidez humana,
insolente em sua insignificância!
Sua insensatez se inflama,
pelas maldades em predominância!

Vivenciamos a vida,
na certeza da morte!
Curta permanência consumida,
por desencantos e dúbia sorte!

Quantas almas aflitas,
por conhecer desilusões!
O relevante desafio da vida,
é suplantar as frustrações!

O homem de posses com sua ostentação, poder e dinheiro, é visto como homem bem sucedido e respeitado por isso, a realidade nos mostra que na maioria das vezes, para ter a sua riqueza, chafurdou-se pelos seus atos inescrupulosos; pisou e humilhou muitos, sonegou, fraudou, furtou, corrompeu e até matou muitos sonhos de muitas famílias; mas diante de seu poderio econômico, é idolatrado por ávidos séquitos aduladores e sedentos na busca de seus interesses; estes séquitos são verdadeiros parasitas, que nada fazem e nada produzem. Esse abastado homem abjeto, é admirado pela maioria, e financia políticos que farão dele ainda um homem mais rico pelos empréstimos que o governo de forma conivente lhe dará, nas gordas comissões que serão divididas. Esse é o homem que usa a máscara do homem de bem, venerado e reverenciado, que julgam-lhe competente, pelas artimanhas, hipocrisias, demagogias e dissimulações, que em sua plena ganância e ambição engendra com sua astúcia e ardil o seu iníquo respeito.

Esta casta de pífios empresários,
mamando nas tetas do governo,
pagando percentuais milionários,
para uma Brasília em desgoverno!

Quantos contratos fraudados!
Quantas licitações compradas!
Quanta exploração de assalariados,
vendo sua esperança ser trucidada!

Num país de iletrados,
a sujeição é garantida,
o povo é tratado como gado,
indo para o matadouro todos os dias!

A servidão é bem arquitetada,
em benefício de uns milionários,
assim, a mão de obra fica barata,
em um Brasil de pobres coitados!

Nestes viscerais conceitos,
onde despontam perspicácias;
o ser humano é o eleito,
para deixar o mundo em desgraça!

Em suas ações selvagens,
estão suas paixões mesquinhas,
com suas vaidades vorazes,
e seus desejos de ruína!

Em sua gana pelo poder,
onde imperam insanidades;
não interessa-lhe quem irá sofrer,
desde que satisfeitas suas vontades!

Desdita odisseia humana,
com seus rancores e vinganças!
Sua essência beligerante se inflama,
fixando incertezas e desesperanças!

Se no homem as imperfeições são inerentes,
o que esperar senão uma ganância constante!
O capitalismo é cruel, injusto e indecente,
privilegiando uma casta de meliantes!

Neste mundo que elegeu a hipocrisia,
em que os mentirosos são respeitados,
a sinceridade aviltada é a garantia,
de que os valores morais foram mudados!

Ao expressar esses conceitos,
elevado pela autenticidade,
a intenção é criar efeitos,
para a reflexão em prioridade!
foto1
Pin It
Atualizado em: Seg 22 Mar 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br