person_outline



search

HUMANO CORPO

Num momento de silêncio inerte veio o pensar,
o que significa nossa existência, procurei interrogar,
seus segredos incompreensíveis neste viver interino,
não fazem parte do acaso são guiados pelo destino.
Perguntas sem respostas, são dúvidas, são incógnitas,
mostrando que nossa passagem é o acreditar cheios de dogmas;
é a vida percorrendo paralelo ao desconhecido,
nossa existência procurando real motivo de seu sentido.
Neste ciclo indecifrável temos que ter a percepção,
de conhecer o nosso corpo para navegar em harmonia;
ele é tão desconhecido por isso vai a explicação,
dessa máquina fantástica que funciona com maestria.
Conquanto, frágil e morrediço, o corpo humano é um milagre da evolução; é uma máquina incrivelmente complexa e deslumbrante, cheia de peculiaridades.
Enigmática criação de espetacular funcionalidade, fazendo com que suas engrenagens sejam maravilhosamente ajustadas para uma sincronia perfeita e orquestral.
Uma pessoa adulta possui 206 ossos, (O fêmur é o maior osso do corpo, localiza-se na coxa, no ser humano adulto de 1,80 m esse osso possui 50 cm. O estribo (osso que fica na parte interna do ouvido), é o menor osso do corpo, com cerca de 0,24 cm), porém, o recém-nascido possui 300 ossos, que ao longo do tempo alguns vão se soldando a outros durante o crescimento, chegando na vida adulta aos 206 ossos. Os ossos representam quatorze por cento do peso do corpo. Por dia o coração de um adulto bate cerca de 100 mil vezes.
O coração humano bombeia cerca de 7.500 litros de sangue por dia. Uma pessoa normal possui cerca de 5 litros de sangue, que são bombeados por todo o organismo em apenas um minuto. O sangue fora do corpo coagula-se em seis minutos.
A principal fábrica de sangue é a medula óssea, produz duzentos mililitros de sangue por minuto. A maior artéria do nosso corpo é a aorta. Ela mede 3,0 cm de diâmetro.
Durante os 70 anos que em média dura uma vida, o coração bate mais de 2,5 bilhões de vezes, a um ritmo médio de 70 a 75 pulsações por minuto para o adulto.
Com uma média de 70 batidas por minuto, o coração bate 37 milhões de vezes por ano. Para o coração do recém-nascido, até dois anos, a média é de 120 a 140 batidas por minuto; conforme ela for crescendo, a frequência cardíaca vai diminuindo. O estímulo para a contração do coração é feito por impulsos elétricos, desse modo, nossa bomba vital (músculo do tamanho de um punho, que pesa em média 300 gramas), movimenta o equivalente a 435 toneladas de sangue até que, enfim, pare de funcionar.
Um ser humano adulto possui em média 650 músculos no corpo, com funções diferentes. Há muitos deles no rosto: só para sorrir usamos 17 músculos. E para fazer uma cara bem feia, perto de 42.
Ao caminhar usamos mais de 200 músculos diferentes. Por cada sílaba que o homem fala, 72 músculos entram em movimento, para beijar são utilizados 29. Enquanto adultos sorriem 25 vezes por dia, crianças sorriem 400 vezes. O corpo humano possui 96.500 quilômetros de veias, artérias e vasos sanguíneos. Se fossem alinhadas, elas dariam 2,5 voltas em torno da Terra. Setenta por cento do corpo humano é composto por água.
Estima-se que 96% do nosso organismo se compõe por 4 elementos em particular: oxigênio, carbono, hidrogênio e nitrogênio, principalmente em forma de água. Os 4% restantes se compõe por outros poucos elementos e poderíamos dizer que 99% do corpo é composto por 6 elementos: oxigênio, carbono, hidrogênio, nitrogênio, cálcio e fósforo. Os principais elementos químicos presentes no corpo humano são: oxigênio, carbono, hidrogênio, nitrogênio, magnésio, cálcio, fósforo, zinco, cobre, manganês, flúor, cromo, selênio, molibdênio, cobalto, potássio, iodo, sódio e ferro. O sono é essencial: uma pessoa comum só conseguirá ficar 11 dias sem dormir, depois disso é a morte.
A pele é o maior e mais pesado órgão do corpo humano. A pele de um adulto é suficiente para cobrir uma área de 2 metros quadrados O peso da pele corresponde a cerca de quinze por cento do total do corpo e abriga quase 18 km de vasos sanguíneos. As glândulas salivares de um adulto podem produzir cerca de 1,5 litro de saliva por dia; o corpo humano, produzirá cerca de 10 mil litros de saliva durante toda a sua vida.
O corpo humano perde 600 mil partículas de pele por hora - algo em torno de 0,7 kg em um ano. Um homem de 70 anos, por exemplo, já perdeu 47 kg de pele durante sua vida. Estima-se que bilhões de toneladas de micro pedaços de pele morta estejam na atmosfera do planeta. Os ossos humanos são tão fortes quanto o granito ao sustentar peso.
O corpo humano de um adulto é composto por, aproximadamente, 10 trilhões de células. Um adulto possui aproximadamente 100 mil fios de cabelo na cabeça, cada fio cresce entre 15 a 20 centímetro por ano.
Através do suor, urina e respiração um ser humano adulto elimina cerca de 3 litros de água por dia. O cérebro humano pesa em média 1,5 kg. Este consome 25% do oxigênio que respiramos, e abriga 86 bilhões de neurônios (células nervosas). Cada centímetro quadrado da sua pele possui 32 milhões de bactérias. Só na sua boca são 700 espécies, que diferem dependendo do seu local de origem. A cera no ouvido, seca ou molhada protege as orelhas de infecção por interceptação de objetos estranhos.
Ao espirrar o homem expulsa o ar para fora a uma velocidade de 160 km/h. Uma pessoa adulta inspira em média 400 litros de oxigênio por dia. No momento da concepção, você passou meia hora sendo uma única célula.
A maior célula do corpo é o óvulo, e a menor é o espermatozoide. Um par de pés humanos contém 250.000 glândulas sudoríparas. Uma única célula do cérebro humano pode conter 5 vezes mais informação do que a Enciclopédia Britânica. Uma pessoa passa em média 20 anos de sua vida dormindo. O corpo humano necessita de 1,5 a 2 litros de água por dia para não desidratar e evitar pedras nos rins.
As moléculas de água, não só preenchem todos os espaços entre células como ajudam a formar as macro células como proteína e glicogênio. Lubrifica tecidos e articulações; conduz glicose e oxigênio para o interior das células, e regula a temperatura.
Um terço de nossa pele é constituída de água, portanto, ingerir líquidos mantém o viço da pele.
Por que piscar? Um adulto normal fecha os olhos 24 vezes por minuto, para umidificá-los e limpá-los. As pálpebras funcionam como fossem limpadores de pára-brisa.
Uma pessoa pisca os olhos aproximadamente, 25 mil vezes por dia. Precisamos piscar para espalhar lágrimas pelos olhos. Por dia um adulto produz de 1 a 2 litros de lágrimas. Todos os pelos em nosso corpo servem como proteção do corpo; temos cerca de 200 cílios em cada olho, sendo que um cílio dura de 90 a 150 dias e aí ele cai, sendo substituído por outro.
A capacidade de ar nos pulmões é de cerca de 5 litros (seis ou mais nos desportistas), porém somente meio litro é renovado a cada respiração. Como a frequência respiratória é de cerca de 15 movimentos por minuto, respiramos 450 litros de ar em uma hora; 10.800 litros por dia ou ainda 3,9 milhões de litros em um ano! A produção diária de gases no ser humano é cerca de 1 a 1,5 litros. A maior parte é de gases que engolimos ao falar ou comer. Ele vai até o estômago que pode devolvê-lo pela boca na forma de arroto ou segue para o intestino. Em média produzimos 150 gramas de fezes por dia.
As unhas das mãos crescem quatro vezes mais rápido que as dos pés. Nosso estômago produz ácido clorídrico, ele é necessário para digerir o alimento. Nenhuma superfície de língua é igual a outra. Assim como a impressão digital, cada pessoa tem uma única "impressão de língua". Um homem libera em média 250 milhões de espermatozoide durante um único ato sexual, produzindo cerca de 525 bilhões destas células durante toda a sua vida.
A mulher libera apenas cerca de 450 óvulos maduros durante toda a sua vida. Cada rim contém cerca de um milhão de filtros individuais. Eles filtram em torno 1,3 litros de sangue por minuto e expelem até 1,4 litros de urina por dia.
Em nosso corpo, são produzidas pelas glândulas endócrinas (as principais são a hipófise, a tireoide, as paratireoides, suprarrenais, o pâncreas e as gônadas {testículos e ovários}), mais de 50 tipos de hormônios. As principais proteínas no corpo são: hemoglobina, enzima, trombina, fibrinogênio, queratina, miosina e actina. O principal hormônio sexual masculino é a testosterona. Os hormônios sexuais femininos principais são, o estrógeno e a progesterona.
O intestino delgado mede entre 6 a 9 metros. O intestino grosso tem 1,5 metro, mas é 3 vezes mais largo. A comida leva sete segundos para ir da boca ao estômago.
Como poeta, toda esta interatividade complexa e identificada com sincronia e afinidade desta maravilhosa máquina humana, em que tudo que o compõe, interliga a relevância vital para o seu funcionamento harmonioso; o que me causa encanto e emoção.
O humano corpo, sempre investigado e pesquisado, oferecendo sempre novas descobertas. Seu enigma, permanece inspirando a ciência e a poesia. Indecifrável em sua essência, fomentando dogmas e fantasias. Como algo tão exuberante em sua forma e função poderiam simplesmente ser obra do acaso! Impossível!
O processo evolutivo ao longo de milhões de anos, em que não sabemos com certeza, quais seriam nossos ancestrais, suscitam teorias, hipóteses e estudos; mas a verdade, a certeza, talvez jamais descobriremos. No entanto, creditamos para uma existência tão fantástica e espetacular, a um ser onipotente, a uma criação divina e mística, pois, somente algo que transcende poderia ter o poder para esta maravilhosa criação que é a vida!
Se Deus não existisse,
teríamos que inventá-lo!
Pois, ele é o amor que persiste,
para um mundo mais civilizado!
Outras suposições advém de que algo tão sensacional como o corpo humano, poderia ter sido lançado de microrganismos interestelares e encontrado em nosso planeta os meios necessários para se desenvolverem. Enfim, a verdade é que realmente a verdade, quiçá jamais será conhecida! Por isso o poeta, inebriado de êxtase e enlevo, em seus versos canta:
Deveras misteriosa,
esta criação inolvidável,
de complexidade grandiosa;
humano corpo admirável!
Porquanto, desconhecemos,
de suas engrenagens interativas,
mormente o que sabemos,
é da máquina em sincronia!
Milagre indecifrável,
na vida que se consagra,
a célula multiplicável,
suscitando a forma abençoada!
A porfia iniciou-se no ventre,
no afã do fecundar,
foste guerreiro sobrevivente,
contra milhões em seu triunfar.
Sua luta tão sublime,
pela vida no querer,
foi prelúdio da valentia firme,
privilegiando o seu vencer.
Universo explorado,
no conquistar uterino,
é seu desejo abençoado,
com o desígnio do divino.
Enigma do firmamento,
na dádiva resplandecida,
um anjo luculento,
em pureza enaltecida!
Seu mundo silente,
é de plena serenidade!
Seus chutes impacientes,
corroboram sua ansiedade!
Sementes fertilizadas,
recrescidas em concessão,
almas sendo presenteadas,
pela incerteza da missão.
Decidido pelo tempo,
a hora é aprazada,
a chegada do rebento,
faz a esperança ser abraçada!
A vida! Em nascença!
A contagem regressiva contemplada,
pela realidade que vaticina o seu fim!
A paciência é agora virtude afiançada,
para desabrochar as rosas do jardim!
O choro lancinante,
é o viver sendo consentido!
Noviço lactante,
em que o amor é assistido!
És corpo!
És humano!
É Deus em sua alma!
És espírito em odisseia!
És promessa em cintilante aura!
Pin It
Atualizado em: Ter 19 Jan 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222