person_outline



search
  • Terror
  • Postado em

O Sombra: Capítulo 3

Capítulo 3: O sumiço de George
     Os garotos foram pedir para o pai de Mike. Mas antes de entrarem na porta da casa, Mike disse:
    - Pede você Jack 
    - Eu não, o pai é seu. Então peça você. - diz Jack dando um soquinho leve no braço de Mike.
    - Já sei quem pode pedir. - fala Mike olhando para o pequeno George.
    - Quem? - pergunta George com sua inocência.
    - Você mesmo - fala Mike passando a mão na cabeça de George.
    - Eu? - pergunta George surpreso - Tudo bem, pode ser eu mesmo. - George dá um leve sorriso para os garotos sem mostrar os dentes e entra na casa acompanhado dos garotos.
     - Oi Jack tudo bem? - pergunta o pai de Mike quando eles entram.
    - Tudo senhor Foster e com o senhor?
    - Tudo, precisam de alguma coisa garotos? - depois que o pai do Mike fala isso, Mike cutuca o George.
    - Precisamos - diz o pequeno George - A gente precisa que tu deixe o Mike posar aqui em casa para a gente brincar.
    - Eu deixo. - fala o pai do Mike brabo por George ter falado "tu". - O que eu disse sobre o "tu" George? Eu disse que é falta de respeito, deve falar pai ou senhor.
    - Desculpa pai - fala o pequeno George de cabeça baixa olhando para seus tênis.
    - Que não repita de novo - fala seu pai - Você já falou com seus pais Jack?
    - Sim, eles deixaram - fala Jack enquanto Mike, George e ele se deslocam para o seu quarto e o de George que são o mesmo.
     Quando chegaram, os três garotos pegaram livros e gibis para ler. Mike estava com um livro de mistério enquanto os outros garotos estavam com gibis de super heróis. 
    - Ei guris que tal a gente ler um livro nós três juntos. - fala Mike - Na verdade eu leio e vocês escutam se vocês quiserem.
    - Pode ser - concorda Jack e George.
     Mike então vai para estante de livros e pega um livro de mistério chamado: "O desaparecimento de Jonas". Ele começa a ler desde o primeiro capítulo. Depois de terem terminado de ler três capítulo escutaram o grito da senhora Foster chamando para o jantar. Já eram oito e meia da noite. Os garotos desceram a escada correndo.
    - Onde esta o George? - pergunta a senhora Foste quando Mike e Jack sentam na mesa.
    - Acho que ele está no banheiro - responde Jack educadamente. - Vamos fazer a oração? - pergunta Jack enquanto dava uma coçadinha em sua bochecha cheia de sardinhas.
    - Sim. Mas vamos esperar o George - Responde o senhor Foster olhando em direção da escada esperando que George aparecesse a qualquer momento.
     Passou uns dois minutos e nada do George. Uma preocupação surge no rosto de Mike. Ele sente que algo ruim aconteceu, então ele fala:
    - Eu vou procurar ele
     Ele se levanta da mesa e Jack o acompanha. Os dois sobem a escada, olham nos quartos e nada do George, olham no banheiro e nada do George. Os garotos procuram até no sótão e mesmo assim nada do George. Mike começa a tremer, suas mãos estão começando a suar frio, sente um medo horrível.
    - Onde ele está? Onde e-e-ele e-e-es-está? - gagueja Mike de tanto medo que ele está - Ja-ja-jack me fa-fa-fala onde e-ele está?
     Mike pega sua bombinha de asma no bolso e inclina a cabeça para trás e da uma forte inspirada na bombinha.
    - Eu não sei mas a gente vai encontrar ele. Eu prometo - responde Jack chegando perto para um abraço.
     Mike ía recusar o abraço pois achava que não era o momento mas ele precisava tanto então aceitou. Os garotos desceram a escada e contaram a notícia para a mãe e o pai de Mike. A mãe de Mike correu desesperadamente para celular e começou a discar o número da polícia, enquanto seu pai começou a gritar pela casa: 
    
    - George! George para de brincadeira! Aparece meu filho, por favor! 
     Um tempo depois o Willian(pai do Mike e do George) sai pela rua gritando o nome do filho mas não encontra ele de jeito nenhum. Graças a Deus chega a polícia, eles acabam cercando a casa inteira como se fosse uma cena de crime. Os policiais pediram para Kathy(mãe dos garotos), Willian, Jack e o coitado do Mike que não conseguia parar de tremer para irem posar em outra casa até eles terminarem a investigação da casa.
    - Filho posa na casa do Jack que eu e seu pai iremos posar na casa de sua tia Lilian.
     Então o coitado do Mike se despediu em lágrimas de seus pais e foi para casa de Jack. Os garotos contaram toda a história para senhora e o senhor Russell. 
    - Tem um pijama extra do Jack. E se não se importar pode dividir a cama com o Jack - fala a senhora Russell.
    - Tudo bem, vou para o banho se não se importam - fala Mike finalmente começando a parar de tremer.
    - Pode ir querido, você precisa descansar - fala senhora Russel tentando ser a mais compressível possível.
     Então Mike pega o pijama extra do Jack e vai para o banho. Ele toma um banho bem quentinho. Naquele banho ele não sabia se era água do chuveiro que escoria do seu rosto ou lágrimas. Quando terminou o banho e foi se vestir, notou que havia esquecido a cueca. Então gritou para o Jack:
    - Jack, me traz uma cueca, acabei esquecendo.
     Jack chega com a cueca na porta do banheiro e dá uma batida na porta. Mike abri uma fresta para a cueca passar e para Jack não ver ele nu, mas quando Jack estava passando a cueca acidentalmente viu Mike nu. Quando Mike notou que ele viu, pegou a cueca e fechou a porta rapidamente.
    - Desculpa Mike, foi sem querer. Eu sinto muito - fala Jack encostado na parede de fora do banheiro.
    - Não tem problema, foi só um acidente. - fala Mike totalmente envergonhado.
     Depois de Mike ter colocado a roupa foi para a cozinha para "jantar". A família Russell na verdade não janta, eles tomam um café com pão, bolo, bolachinhas entre outras coisas desse tipo. Mike fez um café bem quentinho, pegou um pão e passou nele o famoso doce de leite do senhor Russell. A senhora Russel é padeira e o senhor Russell trabalha juntamente com ela na padaria fazendo doces para a venda. Depois dos garotos terem se alimentado(sem terem feito oração pois a família Russell não tem esse costume) foram para o quarto.
    Havia muito tempo que Mike não ia no quarto de Jack(aproximadamente 6 meses). O quarto estava diferente, pintaram de azul (antes era verde), estava com um mural com fotos, anotações, desenhos, lembretes e outras coisas. Mike se surpreende e pergunta:
    - Jack, quando fez tudo isso? Está muito lindo.
   - Não sei ao certo, mas sei que foi esse ano que comecei. Olha aquela foto - fala Jack apontando para uma foto de uns três anos atrás. Naquela foto estava Jack e Mike juntos mostrando seus lindos sorrisos, parecia que Jack tinha mais sardinhas do que atualmente. - Faz bastante tempo né?
    - Sim, a gente era bem mais novo e você tinha mais sardinhas - Mike dá uma leve risadinha independente de toda aquela situação. - Jack que horas são? - pergunta Mike olhando pro seu pulso e lembrando que seu relógio de pulso havia ficado em sua casa.
    - São dez horas - responde Jack apontando com o dedo para o relógio acima da porta em seu quarto.
     - Eu acho que eu já vou dormir se não se importa, Jack. - fala Mike dando um coçadinha no nariz.
    - Também vou 
     Então os garotos deitaram na cama, o primeiro a dormir foi Jack. Mike não tirava o irmão da cabeça, pensava cada pensamento horrível. Ele morreu? - perguntava Mike para si mesmo - Mike virou a cabeça para esquerda onde estava deitado Jack, e foi uma das poucas vezes que viu Jack sem sua famosa toca escura. O cabelo de Jack era um ruivo muito bonito, com uma linda franja ruiva.
     Mike estava se sentindo muito inseguro, então assegurou a mão de Jack para se sentir um pouco mais seguro. Logo depois ele dormiu e passou a noite inteira assegurando a mão de Jack.
Pin It
Atualizado em: Sex 6 Dez 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222