person_outline



search

A Jornada

Depois que as estrelas se escondem dos olhos humanos,

Na grandiosidade do espaço,

Depois que a lua vai repousar,

Cansada da longa noite em que exibiu toda sua elegância

E antes dos primeiros raios de luz lançados pela carruagem celestial,

A divindade conhecida como Aurora acorda ainda sonolenta,

Levanta o véu que a cobre durante as horas de sono,

E se prepara para sua jornada,

Ela flutua graciosamente para fora de seu leito,

Levando consigo o véu que irá rasgar a escuridão por onde passar

E avisar que os raios de sol iram brilhar novamente,

Ao final da jornada, Aurora volta para o seu leito

Aonde adormece docemente,

Esperando pelo chamado das Horas que a despertam para mais um dia.

Pin It
Atualizado em: Sex 11 Jul 2014

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222