person_outline



search

Corrida em busca de nada

"E agora
 Olho lá fora
 Mas o que há para olhar?
 Tudo está como deveria estar
 Mas nada é como deveria ser
 Me vejo mais longe de qualquer lugar
 E mais perto de lugar algum
 Para quem não sabe aonde quer ir
 Qualquer caminho serve
 Quero a certeza de vir a ser
 Mas certezas são efêmeras
 E o tempo é meu inimigo
 Implacável carrasco do meu ser
 Que se desfaz e refaz
 Numa eterna metamorfose "
Pin It
Atualizado em: Sex 17 Jul 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222