person_outline



search

Parêntese

Entre o céu e a terra
Imaginário poder habita
Deus e o Diabo explicam.

Sendo eu o seu ser
Senhor do teu querer
Exerço poder sobre voce.

Bravo! Põe-se de joelhos
Implora por perdão
Tua dor minha paixão.

Refugias por traz da ignorância
Emudece de vez o discurso
Não vês que não tens vez.

Natal! Flores negras ofereço,
Não tem jeito! Não te esqueço,
Nesta época trocaste de endereço.

Se andas puxando a perna
Espio lá da janela
Quem dera o coração saia pela goela.

Virou a casaca
Bebe e fuma
Feliz - abunda.

Dou-te o prazer da ressaca
Levantar-te bêbada e fraca
Veste de vez a roupa da desgraça.

Lutar sem nada ganhar
Caminhar sem nada alcançar
Viver sem nada receber.
Pin It
Atualizado em: Ter 22 Dez 2009

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222