person_outline



search

Desinências Verbais em Português e Inglês

A aula de hoje é sobre as desinências presentes tanto no português como no inglês, e as diferenças que há entre os dois idiomas.

Para quem não sabe, desinência refere-se a uma partícula que é colocada depois de um verbo. Sempre que formos conjugar um verbo em português nos diferentes tempos teremos que flexiona-los por mudar o sufixo deles. Com certeza você já estudou que -ar, -er, -ir, e -or são sufixos ou desinências verbais que expressam o infinitivo de um verbo em português: andar, comer, falir, e propor. Quando flexionamos os verbos, estes sufixos sofrem alterações em português. Será que isto acontece em inglês? Para saber a resposta, continue lendo este texto.

Em português o infinitivo de um verbo é representado pelas terminações -ar, -er, -ir, e -or. Já em inglês não há uma partícula que marca o infinitivo dos verbos, assim como acorre em português. As formas básicas de representar o infinitivo em inglês é através da partícula to, sendo que alguns dicionários de inglês preferem não usa-lo.

andar - to walk ou walk

comer - to eat ou eat

falir - to fail ou fail

propor - to propose ou propose

Quando por exemplo um verbo antecede um outro verbo no infinitivo em português, é obrigatório que na tradução se preserve a partícula to. Neste caso, verifique se o verbo que vai ser traduzido para o inglês exige a partícula to.

Tentei falar com o seu irmão, mas ele não quis me escutar. - I tried to talk with your brother, but he refused to listen to me.

Nota: Em inglês o verbo sem a partícula to equivale também ao imperativo afirmativo.

anda, ande, andemos, andai, andem - walk

come, coma, comamos, comei, comam - eat

propõe, proponha, proponhamos, proponde, proponham - propose

O verbo falir não possui a forma imperativa afirmativa nem negativa em português.

Muitas vezes o infinitivo de uma verbo em português é traduzido por um verbo em inglês terminando com a partícula -ing. Este -ing é usado para traduzir tanto o infinitivo (-ar, -er, -ir, e -or) como o gerúndio (-ando, -endo, -indo e ondo) em português dependendo do contexto em que o verbo está sendo usado. Para sabermos em que contexto estas desinências são usadas, devemos lembrar que muitas estruturas verbais são formadas através da associação de um verbo auxiliar ou principal com outros verbos na frase, formando o que os gramáticos da língua brasileira chamam de locução verbal.

Ele evitou ser preso. - He avoided being arrested. É incorreto traduzir por He avoided to be arrested.

Meus amigos preferem assistir o jogo. - My friends prefer watching the match. É incorreto traduzir por My friends prefer to watch the match.

Os espanhóis odeiam estudar inglês. - The spanish hate studying English. É incorreto traduzir por The spanish hate studying English.

Em alguns casos quando o verbo no português rege uma preposição após si e na mesma frase estiver um verbo no infinitivo, faz-se a tradução por flexionar o verbo em inglês na forma -ing.

O homem continuou a correr. - The man kept running. É incorreto traduzir por The man kept to run.

As crianças gostam de brincar. - The kids enjoy playing. É incorreto traduzir por The kids enjoy to play.

João ainda não terminou de fazer o dever de casa. - John did not finish doing his homework. É incorreto traduzir por John did not finish to do his homework.

Os pedreiros pararam de construir o prédio. - The bricklayers stopped making the building. É incorreto traduzir por The bricklayers stopped to make the building.

Atenção! Há muitos verbos que regem uma preposição após si em português (a, em, de, para) que são usados com outro verbo no infinitivo, formando locuções verbais. No entanto, para traduzir o infinitivo destes verbos corretamente, faz-se a flexão do verbo em -ing em inglês, quando houver preposição (in, on, at, from, of, off, out of, into, to, by, against etc).

Pensei em cantar uma canção. - I thought of singing a song.

Eles estão ansiosos para ir a festa. - They look forward to going to the party.

Estou acostumado a dormir tarde. - I am used to going to bed late.

Nós não temos medo de contar a verdade. - We are not afraid of telling the truth.

Desinências além das terminações -ar, -er, -ir e -or em português.

Conjugar um verbo em português em todos os tempos é mais difícil do que em inglês. E por que? Porque há mais alterações no radical e desinências dos verbos em português do que em inglês.

Só para você ter ideia, veja o verbo andar conjugado no presente em português e inglês. Consegue ver as diferenças?

andar - to walk

eu ando - I walk

tu andas - you walk

ele anda - he walks, it walks

nós andamos - we walk

vós andais - you walk

eles andam - they walk

Nota: A desinência em -ar do verbo andar sofreu seis declinações (-o, -as, -a, -amos, -ais, -am) em português só no presente, e seu correspondente to walk apenas uma que é o acréscimo de s a terceira pessoa do singular.







Pin It
Atualizado em: Seg 15 Abr 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222