person_outline



search

Quando Deus diz não...

   Minha educação religiosa foi fundamental para construir minha moral, lembro-me até hoje dos momentos no qual sentado naquele banco de madeira perdia-me olhando os vidros coloridos de imagens destorcidas difratando a luz nas palavras sofridas escritas por quem? Eu não sei, mas aquelas cores lembram-me hoje à bandeira de algum movimento gay. Calado como um cão treinado eu levantava e sentava, quando minha mãe não me olhava eu até dava uma cochilada, sonhava com aqueles textos e frases de efeito, e ansioso esperava acordar naquele mundo perfeito. A música começava e eu até cantava, se não fosse o “papelzinho” ajudando eu nunca as decorava. As mãos do meu pai sempre estavam voltadas para cima, procurando esperanças em Deus, enquanto em casa ele fechava os punhos para “conversar” com os filhos teus.  Eu corria escondido pelas salas fingindo estar perdido, mesmo sozinho naquele lugar sentia medo do anfitrião vir me castigar, escondia-me atrás das velas, castiçais e instrumentos musicais, esperava uma aventura naquele lugar onde os adultos carentes tornam-se crianças inocentes, mesmo assim eu criava coragem, afinal das contas eu já sabia que nenhuma criança morreria se tivesse Deus no coração e uma religião. Sentia-me a salvo, seguro de mim e no fim minha mãe até pedia para eu levar uma grana no altar, ficava contente, pois mesmo na pobreza e com sorrisos, ajudávamos Deus a pagar as contas do paraíso.

R.G.B 

Pin It
Atualizado em: Sex 5 Abr 2013

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222