person_outline



search

Ângelo:minha mãe não me ama.

Eu era apenas um menino. Oito anos de idadde e meu pequeno mundo de repente desabou...

Morava com meus pais e dois irmãos.Mas num dia nem sei aao certo o porquê , tudo mudou.Minha mãe estava agitada, gritava e gesticulava sem parar. Estava brigando com meu pai.Mais uma vez. MAs dessa vez foi diferente. Lembro-me de um caminhão de mudança, malas feitas, havia algo errado.Eles estavam se separando...

   Fui morar com  minha mãe, afinal não tinha escolhas, se pudesse eles nunca se separariam.Minha mãe desde sempre, fazendo de meu pai um monstro. Enchia minha cabeça de coisas contra ele...

Dizendo que a culpa era dele.Que ele não cuidava bem dagente. Que ele iso , ele aquilo.Passei a ter raiva dele...Viviamos da pensão que meu pai pagava e não era o suficiente. Eu era pequeno mas, naquele tempo isso não me impedia de trabalhar. Ajudante de pedreiro, não importava o que fosse, afinal eu era forte e meus irmãos precisavam de mim...

Minha mãe estava doente, não podia trabalhare eu agora era o "homem da casa". CAbia a mim manter tudo bem.

Lembro-me com saudades dos ultimos dias que morei com meu pai.Quando eu ainda tinha o direito de brincar de carrinho...Correr por ai gritando e bagunçando tudo.Durou pouco.

Porque aos dez anos tudo o que eu fazia era trabalhar. enquanto caminhava para trabalhar com meu vizinho, um pedreiro.Via meus irmãos passeando pelas ruas de bicicleta. Sorrindo e gritando. E eu?

Já não tinha mais esse direito. Queria que eles pudessem brincar, ser crianças como eu mesmo não poderia ser...

  Sempre fiz de tudo pra ser um bom filho, Acho que não funcionou.Todos os anos que passei lutando para que meus irmãos , fossem a escola, brincassem se divertissem.Só me deixaram exausto de tanta luta. Eles, bem eles, estudaram, se formaram.E eu, nunca tive chance. Carreguei o mundo nas minhas costas e hoje, luto para ter o direito a pelo menos ser reconhecido pelo que fiz...

Mas minha mãe parece não lembrar de nada. Fico feliz por cada conquista de meus irmãos...

Mas minha mãe faz questão de me machucar. Diz que não sou nada não tenho nada. E que nunca terei.Mal sabe ela que deixei de fazer por mim. Para fazer por ela.E que um dia . Vou provar pra ela que sou capaz sim.

E que também posso conquistar tudo o que eu mereço.

E a falta de apoio dela, não vai me inpedir de ser um vencedor. MAs que de nada vai adiantar ela fingir interesse por mim quando eu chegar lá. Vou dar valor a quem esteve sempre ao meu lado,. E quem consegue valorizar as pessoas e não o que elas tem....

Pin It
Atualizado em: Qui 21 Fev 2013

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222