person_outline



search

ROKINATO #3º - Luz azul, a guardiã e o Portador.

ROKINATO #3º - Luz azul, a guardiã e o Portador.

-O que é você?

-Sou você, seu eu interior.

-Como assim? Estou tão confusa.

A luz azulada clareia o rosto de Mysti, e a garota respira fundo como se estivesse em outro plano, a calma toca o coração de Mysti e ela toca a luz com delicadeza.

Uma linda musica soa nos ouvidos de Mysti, e fechando os olhos a garota se sente nas nuvens.

-Onde estou?

-Você está em seu sonho, sua imaginação.

-Como assim? Isso é tão lindo mais ao mesmo tempo é tão...

-Acalme-se você está em paz, ninguém pode lhe machucar, agora deite-se e descanse.

Uma criatura alta e elegante esta com Mysti agora, ela deita nas folhagens e próximo ao ser misterioso, a voz da criatura canta a musica, onde não se sabe que língua ele fala.

Mysti acorda e nota que está em sua cama, assustada ela olha para o teto, olha pro seu quarto e respira fundo.

-Foi só um sonho!

-Kii...

Um barulho vem debaixo dos cobertores. Mysti se aproxima do cobertor e levanta-o sem pensar.

-Miau...

-Há, é apenas um gato.

Mais algo esta observando Myste de debaixo da cama. Mysti vai para a cozinha e encontra seu irmão.

-Bom dia Lyo.

-Bom dia Mysti.

-Lyo, o que foi isso no seu braço?

-Há, isso foi só um tombo, eu tava... ééé, jogando de bola.

-Desde quando você joga bola? Estranho até eu que amo baseball você olha estranho pra mim, agora essa você jogando bola.

-Bem Mysti é melhor você comer e ir para a escola não é?

-Tá, mais quero saber o que aconteceu com seu braço.

-Tá bom Mysti, tá bom, depois ti digo.

Mysti segura o suco que acabou de colocar no copo e se queima, derrubando assim o copo no chão.

-O que foi isso, eu acho que me... Queimei? É melhor limpar isso antes que o Lyo veja.

Mysti limpa tudo, pega sua mochila e vai para a escola.

Em outro lugar da cidade, Shurem está deitado em baixo de uma arvore, o homem está ofegante e já esta notando o fraquejar de seus poderes, pois o clima e o habitat da terra é totalmente diferente de onde ele tem costume de frequentar.

-Inato, Inato, Inato, então o ultimo herdeiro está aqui nesse planeta. O que tenho que fazer é leva-lo para outro mundo, O ar de Gaia e muito forte para mim, não vou sobreviver aqui, já estou sentindo a diferença em meus poderes.

Shurem se levanta e segue para o norte de onde está.

Mysti chega na sua escola, um pouco cansada nota que sua mochila está mais pesada que o normal. Fala com seu amigos e vai para o banheiro.

-Oi kasy.

-Oi Mysti, não esquece de amanhã na casa do Sam, a festa vai ser ótima.

-Então Kasy, acho que não vou pra festa.

-Como assim, não, Vai ser a noite mais inesquecível de todos os tempo, e o Sam te convidou, simplesmente o Sam.

-Pois é, Lyo anda um pouco ocupado em um novo projeto misterioso dele, e eu tenho que ficar em casa, resolver umas coisas sabe.

-Olha amiga sua vida poderia mudar depois dessa noite, mais se você não for, rhaaa... ela vai continuar assim, sem graça, bem boa sorte pra você e o projeto de seu irmão.

A garota sai e Mysti fica sozinha no banheiro, coloca sua mochila no chão, e reclama de sua atitude.

-Como que vou deixar de ir para a festa, sou muito... haar. Mais mesmo assim sei que o Sam não gosta de mim mesmo.

A mochila de Mysti treme, e a garota olha rapidamente assustada, mais depois nem liga. Mysti vira o rosto e novamente a mochila se treme.

A garota se aproxima, e vê uma luz saindo do zíper, o medo é grande, mais a curiosidade é maior. Mysti abre a mochila vagarosamente, e encontra uma criaturinha deitada e dormindo. Uma espécie já mais vista antes, com um formato de uma gota de agua, totalmente azul e patas pequenas.

Mysti está assustada pois não sabe o que é aquilo, mais mesmo assim retira a criaturinha da bolsa, toma em seus braços e acaricia vagarosamente.

-Mais que coisinha fofa é você?

Mysti já esta mais a vontade, e quando se aproxima do espelho, a criatura abre os olhos se assusta, um grito agudo e desesperador e ouvido do banheiro, a criatura solta um som tão alto, que todas as luzes e espelhos do banheiro não aguentaram a força de seu sonar. Os alunos não sabem o que é que esta acontecendo.

Mysti segura na boca do monstrinho e coloca ele dentro da bolsa ele fica resmungado.

-Ki, ki, khraa, ki, ki...

-Fica aqui dentro, silencio coisinha.

A porta se abre, e na frente do diretor da escola só a entrada do banheiro feminino, mais atrás dele todos os alunos de todas as series.

-Quem mais está aqui com você senhorita Mysti Solares?

-Ninguem.

Mysti tenta esconder a mochila.

-Me entregue sua mochila.

-Como assim?

-Você me ouviu, a mochila!

-Mais senhor.

-Mysti!!!

Mysti entrega a mochila, o professor abre e se assusta com o que vê.

-Mysti...

-Sim senhor.

-Não deveria trazer pasta de amendoim junto com seus cadernos. E vocês vão para sala, fico mais louco a cada dia, escutando coisas que nem se quer existem.

Os alunos vão para a sala, Mysti antes de sair segura sua mochila, e verifica onde está a criatura, mais nada encontra.

Pensando onde está aquela coisinha Mysti anda na rua revirando sua Bolsa.

-Onde está você? Tem que aparecer, eu não estou ficando doida.

Um homem passa por Mysti, e sorri com uma cara macabra, e sentindo um cheiro que acha delicioso.

-Oi garota.

-Éé oi..Eu hem, é melhor eu correr o dia foi cheio hoje.

Freddiê se concentra para equilibrar sua força e tentar fazer o feito bem sucedido de seu poder. Ele segura uma pedrinha e tenta transformar em uma aranha.

-Vamos, aaaaaanha!!! Droga, é mais difícil que eu pensava.

O Radio amador toca, e Freddiê vai atender.

-Oi Lyo.

-Freddie, descobri algo sobre duas pedras, a azul e a rosa.

-Serio perfeito, estou indo pra sua casa.

Freddiê chega na casa de Lyo, e o garoto conta a história de sua descoberta.

-Freddiê, a pedra rosa já está na terra, mais tenho algo aqui que pode ajudar a encontrarmos a pedra azul.

-Perfeito, mais como conseguiu?

-Em umas anotações de meu pai.

-Ele era um portador? A então é isso, a pedra que é sua era de seu pai?

-Sim, mais por que você não me falou logo? Você sabe tudo de mim mais não sei nada de você.

-E que não gosto de falar no assunto, meu pai morreu quando ainda era criança, ai quando terminei meus estudos, vivo para Mysti.

-Há, sinto muito Lyo, eu não sabia.

-Que nada. Bem como ia dizendo, a pedra azul é conhecida como Ki-guiatos, e significa; a pedra do calor.

-Então ela tem poder de calor, ou fogo?

-Parece que sim, ou se a gente estiver errado não sei. Antes do planeta Inato ser destruído por Shurem, um exercito de Laycans, ou conhecidos como, “o exercito de lobos noturnos” tinham uma arma mais poderosa, os Kimeros. Os kimeros eram criaturas grandes e se transformavam de tamanho e forma em suas batalhas, cada Inato, tinha um guardião lobo noturno, e cada lobo noturno tinha um Kimero, funcionava como transportes e arma de guerra.

-E onde a pedra azul entra ai?

-Ai está, a pedra verde consegue controlar força de matérias e se fazerem um só, assim como eu faço. Menos o elemento fogo.

-Você não consegue controlar o elemento fogo?

-Não. Para haver um equilíbrio no planeta Inato, Oni Inato que foi o primeiro rei, decidiu criar as cinco pedras para haver um equilibro do planeta. A pedra azul pode criar o calor e equilíbrio do clima, os Kimeros tinham um ritual a cada 3 anos, que traziam riqueza e frutos saldáveis para seu mundo, eles eram os portadores do poder da pedra azul.

-Então como vamos saber se a pedra azul está aqui na terra?

Lyo liga a tv e mostra para Freddiê em 16 canais diferentes de clima e previsão do tempo. A noticia é a mesma.

-Hoje é considerado o dia mais quente do ano. Hoje em mais de 20 países é o dia mais quente do ano.

-E agora Freddiê, está convencido do que eu estou achando.

-Sim... temos que tomar sorvete e por protetor solar.

-Haa! Não seu babaca, a pedra azul ela já está na terra.

-Haaaaa...

Mysti entra em casa, e rapidamente vai para o quarto.

-Oi Freddiê, oi Iirmão, tchau... até mais e ninguém, ouviram, ninguém vai me chamar no quarto.

-Garotas..rara.. O que foi Lyo.

-Nada, vamos continuar.

Mysti entra e tranca o quarto, revira a bolsa e não encontra nada. Um som sai da parte mais pequena da mochila, Mysti vai olhar, abre o zíper e vê a criaturinha, só que dessa vez mais pequena do que antes. Ela vai crescendo aos poucos e fica do tamanho da mochila de Mysti.

-Nossa o que é você?

-Eu sou um amigo, que veio para acalmar teu destino. Mysti a garota que virou guardiã.

-Você tem nome?

-Sim, sou um Kimero e me chamo, Ki-guiatos, o portador da pedra azul. Sua missão é me usar e me proteger de uma força maligna que já deve está em seu planeta.

Um barulho vem da escada.

-Mysty você está ai? Tá tudo bem? Você subiu rápido e fiquei preocupado.

Pin It
Atualizado em: Qua 31 Ago 2011

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222