person_outline



search

Novela "Orgulho e Paixão"

Obra inspirada nos riquíssimos escritos de Jane Austen, que merecem ser contemplados por um público cada vez mais amplo! Das letras da autora, tenho especial apreço pelo espetacular "Orgulho e Preconceito"... Criação Impressionante!
     Certo... Orgulho, sensibilidade, preconceito e razão... Todos temos em nós! Em proporções pessoais, conscientemente ou não. E é isso que devemos saber harmonizar, domar, para alcançar a felicidade! A literatura de Austen foca magistralmente essa busca!
     Os responsáveis pela novela são realmente excelentes observadores das minúcias de época, que, quando bem apresentadas, adicionam encanto e consistência à criações! Por exemplo, o vocabulário... O autor está fazendo um excepcional uso do significado e da força de determinadas palavras muito utilizadas naquela época, sem deixar de fazer uma obra acessível ao entendimento de todos na atualidade!
     Adoráveis também são as cenas das confidências entre amigas, e com as irmãs antes de dormir! Cenas assim estão sempre presentes em escritos de tempos atrás... Momentos como esses entre Elisabeta e suas irmãs representam muitíssimo bem a intimidade que existe entre as meninas em todas as eras... Escrevo essa observação baseada em minha vida ao lado de minha irmã em pleno 2018! Como é bom chegar ao fim de um dia e conversar com a Paty antes de me lançar ao sono! É um daqueles costumes enraizados, instantes singelos, repletos de conselhos e até mesmo de falas recheadas de "bobices" que não são furtados de nosso dia dia e menos ainda do coração! Valores que como tantos outros que desejamos que renasçam, se propaguem e perdurem na sociedade é fundamental não deixar perecer dentro de nós... Devemos cultivá-los!
     História e Arte são tesouros que foram feitos um para o outro, pois ambos são vitais para nosso amadurecimento saudável! São assuntos edificantes sobre os quais todos sempre temos muito a ensinar e aprender!!!
     Todos os pares que já demonstram que serão formados na trama combinam demais! Simplesmente fofíssimos! E está sendo sensacional ver tantos artistas de volta à telinha, tratando sobre os dilemas femininos e masculinos em suas mais variadas singularidades! Murilo Rosa e Thiago Lacerda estão fantásticos em seus papéis... São atores que interpretam muito bem a época que encarnam! Prestem atenção também na Cecília, acredito que ela irá se tornar escritora, reconheço essa essência nela, ou, se minha intuição estiver errada, vale a pena acompanhar a personagem mesmo que seja somente para observar como sua percepção de mundo é naturalmente atraída a ver além!
     E para que não se julgue que novela de época só tem bailes e amenidades, a obra conta também com um núcleo malvado que já está atormentando com louvor a turma de mocinhos... Susana, por exemplo, está mostrando isso com maestria, manipuladora que só ela! Julieta... Se liga, minha filha... Não embarca nessa de bancar uma sogra implicante desse jeito! A gente casa com o príncipe, mas se puder contar com a amizade da rainha é bom também, né? É evidente que a família da menina é meio afobada... Mas é do Bem! Que loucura aquela cena em que Ofélia, a mãe das meninas, contou toda feliz e sem cerimônias, justamente para o Darcy, como utilizava todo o talento dela como Cupido... Coisa de quem não está tramando uma trapaça violentíssima e fria!
     Bem, nunca foi segredo o quanto eu Amo obras assim... O figurino, cenários, diálogos... Tudo repleto de delicadeza, poesia, frescor e sem perder a personalidade, o humor, o instinto de revolução (Sim, revolução... Pois a gente pode perceber que na História e na Ficção, mesmo que as personalidades pertençam ao mesmo país e até aos mesmos grupos e vivam em harmonia, cada coração tem sonhos e estradas que somente com seu toque conseguirá construir e conquistar... É a magia da existência!) únicos, que cada século, cada década, tem impregnados em suas páginas vivas nos livros de cabeceira e diários que fornecem inspiração e registros de idéias e realizações!
     Essa novela nasceu destinada a brilhar muito, com certeza! A gente percebe que o autor, Marcos Bernstein, entende as obras nas quais se baseia e parece admirar todo o contexto em que elas se passam! E essa energia se transforma em suas próprias letras, que, por sua vez, já se mostram altamente capazes de agradar imensamente quem as contempla! Ele está sendo muito feliz na escolha dos elementos brasileiros agregados na adaptação dos escritos! A obra está fluindo com destreza e vai continuar assim até o último capítulo! Um folhetim do tipo que cria fãs e deixa saudades!
     Parabéns pela ousadia, Globo! Sucesso!
     Infinitos aplausos para toda equipe que se dedica à essa belíssima criação!
Pin It
Atualizado em: Dom 15 Abr 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222